pube
Geral

Frango: entre sete estados, custo mais elevado é o do Ceará

por Redação Conexão Safra

em 29/10/2015 às 0h00

2 min de leitura

pube
Abrangendo Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e Ceará, os dados até agora divulgados pela Embrapa Suínos e Aves mostram que, entre esses sete estados, o custo mais elevado de produção do frango está no último deles, o Ceará.
Não chega a representar surpresa, pois todos os estados nordestinos &ndash, e não apenas o Ceará &ndash, enfrentam custos de produção mais elevados, dada a dependência de matérias-primas de outras Regiões do País.

Surpresa, sim, é constatar que o quinto maior custo de produção entre os sete está no Rio Grande do Sul. Ou seja: os produtores gaúchos enfrentam custo superior não só ao dos outros dois estados do Sul (Santa Catarina e Paraná), mas também ao de Mato Grosso do Sul e Minas Gerais. Só perdem, nesse grupo, para os produtores de Goiás e Ceará.

Note-se, aliás, que o menor valor é registrado no estado vizinho, Santa Catarina. Já o Rio Grande do Sul enfrenta custo mais de 20% superior &ndash, diferença que vem do valor da ração (quase 18% mais cara que em Santa Catarina) e, principalmente, do pinto de um dia, 42% mais caro que entre os catarinenses.

Mais detalhes na página específica de custos da Embrapa Suínos e Aves (http://www.cnpsa.embrapa.br/cias/dados/custo.php).

pube