Geral

Consumo melhora, mas situação econômica limitou as valorizações da carne na semana passada

por Redação Conexão Safra

em 17/09/2015 às 0h00

2 min de leitura

Consumo melhora, mas situação econômica limitou as valorizações da carne na semana passada

pube
Segundo levantamento da Scot Consultoria, os preços da carne bovina sem osso subiram sutilmente no atacado na última semana. Em relação à semana anterior, a valorização foi de 0,4%, considerando todos os cortes pesquisados.

A alta foi puxada pela carne de traseiro, que subiu 0,6%. Em contrapartida, os cortes de dianteiro caíram 0,4%. Os primeiros dias do mês geram um estímulo maior ao consumo de carne bovina de traseiro –
que são os cortes mais valorizados do boi – pela maior capitalização dos consumidores. Essa demanda puxa os preços para cima.

Quanto ao dianteiro, exportado em maior volume, na comparação com o traseiro, as vendas externas em ritmo lento sinalizaram o aumento dos estoques, o que influenciou as cotações desta semana.

Mesmo com a melhora do consumo nos últimos dias, este ano a situação das vendas não está boa. Houve recuo, considerando que, ainda que os abates tenham reduzido nos últimos meses, o mercado tem dificuldade em absorver a produção.

A situação econômica do país não gera expectativa de um consumo bom este ano. Por outro lado, as quedas de preços da carne permanecem limitadas pelas condições de oferta de animais prontos para o abate, reduzida em todo o Brasil em relação aos últimos anos.


Fonte: Agrolink

pube