pube
Geral

Teste para constatar Ausência da Peste Suína Clássica no ES

O resultado do último monitoramento foi apresentado neste mês de junho, atestando a sanidade do rebanho

por Redação Conexão Safra

em 30/06/2014 às 0h00

2 min de leitura

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), realizará de julho a agosto mais um inquérito sorológico para comprovação da ausência da Peste Suína Clássica (PSC) no Estado. O monitoramento ocorrerá nos 320 criatórios de subsistência cadastrados junto ao Instituto, envolvendo aproximadamente 800 animais.

Segundo a médica veterinária do Idaf, Luciana Caldas Zetun, além de comprovar a ausência de circulação do vírus da PSC, o inquérito visa à manutenção do status sanitário do Estado. “O Espírito Santo é livre da Peste Suína Clássica há 30 anos e esse trabalho é uma das medidas importantes para garantir que possamos manter essa condição, conferindo ao Estado a possibilidade de exportar a carne suína para outros mercados. Este será o quinto inquérito realizado pelo Idaf ”, diz Luciana.

pube

Além do inquérito sorológico, que é realizado em criatórios de subsistência bianualmente, o Idaf também realiza semestralmente o monitoramento da PSC em granjas comerciais. O resultado do último monitoramento foi apresentado neste mês de junho, atestando a sanidade do rebanho de suínos do Espírito Santo.


Treinamento


Os profissionais que realizarão o inquérito participaram de treinamento, no início de junho, para receber orientações sobre a coleta de sangue e a contenção dos suídeos.

A capacitação aconteceu em um matadouro de abate de suínos em Colatina e foi ministrada pelo médico veterinário do Idaf, Osvaldo Góes de Oliveira Filho, para dez veterinários e dois técnicos em agropecuária do Instituto.


Fonte: Idaf

pube