pube

Tecnologia simples agiliza produção de brotos de soja para pequenos agricultores

por Redação Conexão Safra

em 13/04/2016 às 0h00

3 min de leitura

pube
Brotos de soja produzidos a partir do Tecnobroto, equipamento desenvolvido pela Embrapa Soja. Foto: Marcelo Álvares de Oliveira/Divulgação Embrapa Soja

Produzir broto de soja em qualquer época do ano, sem a necessidade de solo, de fertilizantes, de defensivos agrícolas e de luz solar direta. Esta é a proposta do Tecnobroto, equipamento desenvolvido por cientistas da Embrapa Soja (PR).

De acordo com o pesquisador Marcelo Álvares de Oliveira, um dos responsáveis pelo trabalho, “a nova tecnologia é uma alternativa de renda para pequenos produtores rurais ”.

A produção do broto de soja leva entre três e sete dias. Para cada quilo de semente da oleaginosa, podem ser produzidos cerca de cinco a doze quilos de brotos. “O sistema, que tem baixo custo (cerca de R$ 3 mil), pode ser desenvolvido por comunidades, associações de produtores e agricultores familiares ”, informa.

Oliveira explica que o equipamento facilita a produção de brotos, de forma automatizada e sem agroquímicos, usando um equipamento para controle de temperatura da água e tempo de irrigação.

“Para garantir a qualidade do broto de soja, as sementes devem ter alto poder germinativo e vigor e precisam estar livres de contaminação de sementes de outras espécies. ”



MONTAGEM

A Embrapa está disponibilizando gratuitamente a tecnologia para montagem do Tecnobroto. Para montar o equipamento, o produtor não precisará mais que R$ 3 mil. Para construí-lo são necessárias bicos de aspersão, bomba de PVC que funciona como depósito de água, bombas de drenagem de água, caixas d’água de capacidade de cem litros, mangueiras de PVC, “timers ” para controle de frequência e tempo de irrigação. Também devem ser usados materiais elétricos e hidráulicos, peneiras, sistema controlador de temperatura da água e boia para controle do nível da água no reservatório.



EFICIÊNCIA

Segundo a Embrapa, a produção de brotos de soja pode ser mais eficiente com sementes pequenas, a exemplo da BRS 216, cultivar desenvolvida por pesquisadores da estatal. Ela traz características importantes, porque têm peso de cem sementes &ndash, 10,4 gramas.

“O grão da BRS 216 ainda conta com tegumentos e hilo amarelos, responsáveis pela coloração do produto final, após o processamento de alimentos. Ainda apresenta altos teores de óleo em torno de 17% e de proteína, em torno de 43% ”, relata Oliveira.

“Além de ter um sabor agradável ao paladar, os brotos de soja têm alto valor nutritivo, principalmente por causa de seu elevado teor de proteína, destaca o pesquisador ”. Geralmente, o broto de soja dura de dois a três dias na geladeira, daí a necessidade de utilizar o excesso para a produção de conserva.



CADASTRO

A Embrapa Soja está realizando o cadastro de produtores rurais de alimentos minimamente processados, que estejam interessados em empregar o Tecnobroto. Para mais informações, envie e-mail para soja.eventos@embrapa.br ou ligar para 43 3371-6068.



Por equipe SNA/RJ com informações da Embrapa Soja

pube