pube
Geral

Governo repassa área para implantação de armazéns de grãos

por Redação Conexão Safra

em 12/06/2015 às 0h00

5 min de leitura

Governo repassa área para implantação de armazéns de grãos

A expectativa é que as obras comecem até o início de 2016 e sejam concluídas em 12 meses


Uma antiga aspiração dos setores de avicultura e suinocultura capixaba está prestes a se concretizar. A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) irá construir um Complexo de Armazenagem de Grãos, com capacidade para 75 mil toneladas de milho, no município de Viana. O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), repassou à Conab, na noite desta quinta-feira (11), a titularidade da área de 100 mil metros quadrados, onde a estrutura será implantada.

A cessão da área para a Conab foi formalizada durante a abertura da 3ª FAVESU &ndash, Feira de Avicultura e Suinocultura Capixaba, que acontece no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman, em Venda Nova do Imigrante.
O governador Paulo Hartung e o secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Octaciano Neto, assinaram o termo de doação do terreno, juntamente com o superintendente da Conab no Estado, Brício Alves Santos Júnior.

A implantação do equipamento de armazenagem atende a uma antiga reivindicação de avicultores e suinocultores capixabas e vai contribuir para a redução nos custos da ração utilizada pelos produtores, além de retirar das estradas mais de mil carretas bitrem por mês, que hoje fazem o transporte do grão para o Estado, vindas, principalmente, da região Centro-Oeste. O projeto arquitetônico e de engenharia do complexo de armazenagem já está sendo finalizado e deve ser concluído no início do segundo semestre.

A expectativa é que as obras comecem até o início de 2016 e sejam concluídas em 12 meses. O investimento do Governo do Estado na desapropriação da área foi de R$ 13,5 milhões. Já as obras físicas, que serão executadas pela Conab, estão estimadas em mais de R$ 40 milhões. “Trata-se de uma obra extremamente importante para o Espírito Santo e para a região Sudeste. Com esse complexo de armazenagem vamos promover a sustentabilidade dos segmentos produtivos, garantindo o abastecimento de milho com um custo até 20% menor para os produtores ”, comemorou o superintendente da Conab, Brício Santos.


Compromisso com o setor produtivo


O governador Paulo Hartung ressaltou que a agenda de desenvolvimento desejada pelos produtores é a agenda de trabalho da Secretaria de Agricultura e, consequentemente, do Governo do Estado. “”Nossa recomendação é retornar o caminho da desburocratizarão. Governo tem que ser parceiro e não pode criar dificuldades para atrapalhar os trabalhadores e produtores do nosso Estado. Queremos dar mais agilidade e mobilidade aos serviços prestados pelo Estado. Queremos ser parceiros dos capixabas e dos investidores que acreditam no crescimento e desenvolvimento dos capixabas””, salientou Hartung.

pube

O secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, destacou que tanto a avicultura quanto a suinocultura são estratégicas para o desenvolvimento socioeconômico do Estado, gerando emprego e renda para a população de vários municípios. Octaciano lembrou que somente a avicultura gera mais de 18 mil postos de trabalho e contribui com a renda de mais de 100 mil pessoas em todo o Estado, principalmente através da agricultura, que utiliza grande quantidade de adubo orgânico produzido pela atividade.

“A avicultura e a suinocultura se modernizaram muito nos últimos anos, com investimentos significativos em melhorias no manejo, nutrição e sanidade. Tenho certeza de que a construção desses armazéns em Viana é mais um decisivo passo no sentido de aumentar a competitividade desses setores tão importantes para a economia capixaba ”, ressaltou Octaciano.


Insumo


O milho é o componente predominante das rações das aves e suínos, correspondendo a 70% do insumo necessário para a produção de ovos, de carne suína e de frango. O complexo de armazenagem ficará localizado às margens da BR 262, anexo à Ferrovia Centro Atlântica. O transporte do grão será viabilizado por meio de linha férrea, o que diminuirá consideravelmente o custo do frete para os produtores.

O consumo de milho no Espírito Santo é estimado em mais de 750 mil toneladas/ano, enquanto a produção atinge menos de 10% dessa demanda. O complexo de armazenagem de milho em Viana é o único desse tipo na região Sudeste. Além de atender à demanda dos produtores capixabas, será utilizado para abastecer parte das regiões Nordeste, Sudeste e até do Sul do país.


FAVESU


Realizada pela Associação dos Avicultores do Estado do Espírito Santo (AVES) e Associação de Suinocultores do Espírito Santo (ASES), a FAVESU é o principal ponto de encontro de avicultores e suinocultores do Espírito Santo. No evento acontecem grandes negócios, capacitação de produtores, sensibilização do público consumidor, e troca de informação.


Alguns números dos setores

Produção Média Mensal:

Ovos de Mesa: 686.094 cx 30 dz

Ovos de Codorna: 67.180 cx 50 dz

Frango vivo: 4.453.083 un.

Abate: 7.328 t

Pintos de Corte: 4.091.444 un.

Suínos: 23.544 un.


Produtores e Empresas

Postura Comercial: 160

Codorna: 17

Frango de Corte: 45

Abatedouros de aves (SIF e SIE): 9

Incubatórios: 3

Suinocultores: 40

Abatedouros de suínos (SIE e SIM): 7


Fonte: www.es.gov.br