pube
Geral

Funsaf é apresentado aos secretários municipais de Agricultura

por Redação Conexão Safra

em 20/08/2015 às 0h00

4 min de leitura

pube
Os secretários municipais de Agricultura do Espírito Santo puderam conhecer, na tarde desta terça-feira (18), as ações do Fundo Social de Apoio à Agricultura Familiar (Funsaf), que será lançado em breve pelo Governo do Estado. A apresentação foi realizada pela Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), durante o Fórum dos Secretários Municipais de Agricultura do Espírito Santo (Fosemag).

O encontro contou com a presença do secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Octaciano Neto, do diretor-presidente do Incaper, Wanderley Stuhr, do diretor-presidente do Idaf, José Maria de Abreu Júnior, do gerente de Agricultura Familiar da Seag, Luiz Carlos Bricalli, além de outras lideranças municipais.

Os secretários municipais foram informados sobre as ações, oportunidades e benefícios do Funsaf, que irá financiar projetos produtivos coletivos da agricultura familiar capixaba. “Esses projetos serão analisados com base em critérios técnicos e de acordo com a capacidade que eles terão de transformar a realidade de nossos produtores rurais. Por isso, é importante que as Secretarias Municipais de Agricultura formem redes com as diversas entidades ligadas à agricultura familiar, no sentido de contribuir para a construção de projetos bem estruturados, que com certeza terão mais chances de ter o recurso liberado ”, destacou o secretário Octaciano Neto.

Para o gerente de Agricultura Familiar da Seag, Luiz Carlos Bricalli, o encontro serviu para orientar os secretários municipais. “A apresentação de hoje possibilitou que, além de apresentarmos os benefícios do Funsaf, orientássemos os secretários quanto às formas de elaboração dos projetos ”, frisou.

Desburocratização

Os secretários presentes no encontro puderam tirar suas dúvidas e opinar sobre o assunto. Gilberto Gava Marques, secretário do município de Castelo, apoia o Funsaf e acha que o programa veio para beneficiar as associações e cooperativas. “O Funsaf vai desburocratizar o acesso aos recursos, evitando a burocracia que, muitas vezes, dificultava o acesso das instituições ao recurso público ”, comentou.

“O Funsaf vai beneficiar aqueles que realmente precisam, pois vai democratizar o uso do recurso público destinado ao apoio da agricultura familiar. Além disso, vai haver uma qualificação dos projetos apresentados, pois a demanda vai surgir daqueles que são diretamente interessados nos investimentos ”, destacou José Arcanjo Nunes, secretário municipal de Cachoeiro de Itapemirim.

O secretário municipal de Agricultura de Linhares, Mauro Rossoni Junior, também acredita na desburocratização dos recursos. “O Funsaf chegou para mudar o modo como os recursos chegam até os produtores. Com certeza, o Fundo vai proporcionar que mais recursos possam chegar aos nossos municípios ”, completou.

Conheça o Funsaf

O Fundo Social de Apoio à Agricultura Familiar, o Funsaf, é um instrumento criado para democratizar o acesso a recursos financeiros entre associações e cooperativas de agricultores familiares do Espírito Santo, que conta com o apoio técnico e financeiro integrado entre o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O Funsaf vai possibilitar a ampliação dos investimentos do Governo do Estado destinados ao fortalecimento da agricultura familiar.

O objetivo do Funsaf é apoiar financeiramente projetos que contribuam para o desenvolvimento econômico e social dos agricultores familiares capixabas.

Que tipos de projetos podem ser apresentados?

O Funsaf irá apoiar projetos relacionados à organização dos processos de produção, à agroindustrialização, ao beneficiamento e à comercialização, à gestão dos empreendimentos, à qualificação da prestação de serviços de assistência técnica e extensão rural (ATER) e ao desenvolvimento de pesquisas agropecuárias voltadas para agricultura familiar.

Os projetos podem ser apresentados por associações e cooperativas de agricultores familiares e instituições que desenvolvam pesquisas agropecuárias ou prestem serviços de assistência e extensão rural, e não há taxa de juros. Trata-se de um fundo não reembolsável.
Os projetos são selecionados por meio de Chamadas Públicas, de acordo com critérios estabelecidos em edital.



pube