pube
Geral

Feira Agroecológica é inaugurada em shopping de Linhares

por Redação Conexão Safra

em 05/04/2016 às 0h00

5 min de leitura

pube


Os moradores de Linhares ganharam sua primeira feira agroecológica. O espaço foi inaugurado neste domingo (03) e será um ponto para a venda de frutas, legumes, verduras e alimentos da agroindústria produzidos sem o uso de agrotóxico. Esta é a 11º feira orgânica do Estado e a primeira fora da Grande Vitória.

A feita vai acontecer todos os domingos, das 11 às 16 horas, no Shopping Pátio Mix. Ao todo, 10 famílias de agricultores de Santa Maria de Jetibá, Colatina e Linhares estarão no local comercializando seus produtos.

A solenidade de inauguração da Feira Agroecológica contou com a presença do subsecretário de Desenvolvimento Agropecuário da Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), Marcelo Suzart, do gerente de Agroecologia e Produção Vegetal da Seag, Aureliano Nogueira da Costa, e da superintendente do Shopping Pátio Mix, Alessandra Bertolani.

Durante o evento, os produtores assinaram um Termo de Responsabilidade, pelo qual se comprometem a comercializar na feira, exclusivamente, produtos de produção própria, garantindo a ausência de aplicação de componentes químicos. Os produtores também se comprometem a participar do processo de capacitação e aplicação do manejo agroecológico do solo e da água, dentro da transição agroecológica e sua certificação como produção orgânica.

Todos os produtores que estão na Feira Agroecológica de Linhares foram cadastrados pela Seag e atendem às exigências da produção agroecológica, em que os alimentos são cultivados sem a utilização de agrotóxicos, respeitando-se critérios de sustentabilidade.

Os sistemas orgânicos e agroecológicos se caracterizam, principalmente, pela não utilização de produtos químicos no processo de produção. Os produtos agroecológicos atendem às exigências do sistema de sustentabilidade e precisam passar por um processo de certificação para serem denominados orgânicos.

Apoio

Segundo o subsecretário da Seag, Marcelo Suzart, o Governo do Estado vem desenvolvendo diversas ações no sentido de apoiar e fortalecer a produção orgânica e agroecológica no Espírito Santo.“Em abril, iremos lançar, em conjunto com instituições parceiras, o Programa Estadual de Fortalecimento da Agricultura Orgânica, que contempla uma série de ações estratégicas para o desenvolvimento do setor ”, afirmou.

Para o gerente de Agroecologia e Produção Vegetal da Seag, Aureliano Nogueira da Costa, a abertura de novos canais de comercialização atende a uma das demandas do setor de orgânicos, levantada dentro do Plano Estratégico da Agricultura Capixaba (Pedeag 3). Para ele, este é um importante passo para o crescimento do setor no Espírito Santo e que beneficia diretamente dois grupos da sociedade.

“O produtor rural agora tem mais um espaço para vender seus produtos, em um ambiente diferenciado, com ar condicionado, acesso ao consumidor e todas as facilidades de carregamento e descarregamento do que é vendido. Já a população ganha com a possibilidade de comprar alimentos que são produzidos sem o uso de agroquímicos ”.

A superintendente do Shopping Pátio Mix, Alessandra Bertolani, destacou que o número de consumidores presentes na feira já no dia da abertura superou as expetativas. “Está sendo ótimo ver tantos consumidores aqui hoje. Acredito que essa realização é um marco para Linhares. Estamos abrindo as portas do shopping para que a comunidade tenha acesso a produtos fresquinhos, saudáveis e direto do produtor ”, ressaltou.

Produtores

O produtor rural Vanildo Waiandt está muito otimista com a abertura de mais um espaço para a comercialização de produtos orgânicos. Ele é de Santa Maria de Jetibá e todos os domingos estará comercializando verduras, legumes, ovos, mel, entre outros produtos, na Feira Agroecológica de Linhares.

“Minha família trabalha com orgânicos há 25 anos. Somos certificados e também participamos da feira orgânica do Barro Vermelho, em Vitória. Agora, estamos vindo para Linhares e tenho certeza que faremos muito sucesso com os consumidores daqui, assim como temos tido sucesso nas vendas para os moradores de Vitória ”, afirmou.

O mercado brasileiro de alimentos orgânicos e agroecológicos está crescendo a taxas que passam de 20% ao ano, conforme registros do projeto Organics Brasil. No Espírito Santo essa realidade não é diferente. Esses produtos vêm ganhando o mercado e a mesa dos consumidores capixabas. Já são mais de 300 produtores certificados no Estado, que atuam em vários municípios, como Santa Maria de Jetibá, Iconha, Fundão, Muqui, Cachoeiro do Itapemirim, Nova Venécia, Pedro Canário e Laranja da Terra.

Produção

Atualmente, são produzidas em média três mil toneladas de produtos orgânicos por mês no Espírito Santo. A produção de outras 10 mil toneladas (Agroecológica) está em fase de transição para o modelo orgânico.

Entre os produtos mais comercializados estão hortaliças em geral, frutas, produtos da agroindústria caseira, como pães, biscoitos, bolos, doces e geleias. Flores, plantas medicinais e temperos também são comercializados.

Existem, atualmente, mais de 50 pontos de venda no Estado, entre supermercados, feiras livres e feiras especializadas. Já são mais de 40 municípios capixabas que contam com agricultores que produzem orgânicos e agroecológicos.

Fonte: Incaper


pube