pube
Giro pelo Mercado

Agronegócio capixaba amarga queda de 26,7% no valor das exportações

por Redação Conexão Safra

em 16/05/2016 às 0h00

2 min de leitura

pube
Os efeitos da mais grave estiagem da história do Espírito Santo continuam trazendo muitos prejuízos para as atividades agropecuárias no Espírito Santo. As exportações do agronegócio capixaba no primeiro quadrimestre registraram expressivas quedas de 26,7% no valor e de 19,9% no volume comercializado, em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a abril, foram exportadas 732,8 mil toneladas de produtos, com uma receita gerada de US$ 465,7 milhões.

O café, principal cultura agrícola capixaba, foi o produto mais afetado e vive um dos piores momentos dos últimos anos. O volume de café verde exportado nos quatro primeiros meses de 2016 registrou uma queda significativa de 62,3%. Foram comercializadas pouco mais de 44 mil toneladas, contra 113 mil toneladas exportadas no mesmo período do ano passado.

A receita obtida com a venda do produto despencou, com uma queda de 60,6%. A receita gerada caiu de US$ 236,8 milhões em 2015 para US$ 89,2 milhões este ano. O preço médio internacional do produto também caiu: de US$ 2,08 para US$ 1,99 o quilo.

A celulose, líder do ranking dos produtos mais exportados pelo Espírito Santo, também registrou queda no volume (-14,9) e no valor comercializado (10,6%) no período. A receita obtida com a exportação do produto foi de US$ 284 milhões contra US$ 317,8 milhões no primeiro quadrimestre de 2015. Já o volume exportado caiu de 783,4 mil toneladas para 666,5 mil toneladas exportadas de janeiro a abril deste ano.

Pimenta-do-Reino

A pimenta-do-reino continua sendo um dos principais destaques positivos da pauta de exportações capixabas. O produto segue na contramão do que tem sido observado em outros setores, apesar da ligeira queda no preço médio internacional (de US$ 9,01, em 2015, para US$ 8,14 o quilo, em 2016). As exportações de pimenta-do-reino nos quatro primeiros meses do ano geraram uma receita cambial de US$ 47,8 milhões, um aumento de 19,1% em relação ao mesmo período do ano passado. O volume exportado de pimenta-do-reino também cresceu: 31,8%, com a movimentação de 5,8 mil toneladas.

Confira, abaixo, os principais produtos de exportação do agronegócio capixaba:

pube