pube
Geral

Queima controlada está proibida até outubro

Começou desde 01 de maio o período de proibição de queima controlada de vegetação em todo o Espírito Santo...

por Redação Conexão Safra

em 18/05/2016 às 0h00

3 min de leitura

pube
Começou desde 01 de maio o período de proibição de queima controlada de vegetação em todo o Espírito Santo, que se estende até o final do mês de outubro. Durante este tempo, o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) autoriza a queima apenas para o despalhamento da cana-de-açúcar e para o controle de pragas e doenças agrícolas, com o devido laudo agronômico informando a necessidade da ação. Queimadas para limpeza de áreas para plantio ou renovação de pastagens, por exemplo, não poderão ser realizadas.

O chefe da seção de Controle Florestal do Idaf, Fabricio Zanzarini, explica que o objetivo é evitar a ocorrência de incêndios florestais, que são mais propícios nesta época do ano, marcada por baixa umidade e dias mais secos. “É importante que todos tenham consciência e respeitem essa determinação para que não haja prejuízos ao meio ambiente, à fauna e, sobretudo, para evitar a ocorrência de tragédias ”.

As pessoas que descumprirem a legislação estão sujeitas às penalidades previstas em lei, como multa e obrigação de reparo aos danos ambientais causados, por exemplo.

Denuncie

Se você identificar alguém realizando queimadas nesse período, procure o escritório do Idaf mais próximo e denuncie. A denúncia também pode ser feita pelos canais da Ouvidoria do Estado: www.ouvidoria.es.gov.br.

Em caso ocorrência de incêndios, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado.
Começa neste domingo (01) o período de proibição de queima controlada de vegetação em todo o Espírito Santo, que se estende até o final do mês de outubro. Durante este tempo, o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf) autoriza a queima apenas para o despalhamento da cana-de-açúcar e para o controle de pragas e doenças agrícolas, com o devido laudo agronômico informando a necessidade da ação. Queimadas para limpeza de áreas para plantio ou renovação de pastagens, por exemplo, não poderão ser realizadas.

O chefe da seção de Controle Florestal do Idaf, Fabricio Zanzarini, explica que o objetivo é evitar a ocorrência de incêndios florestais, que são mais propícios nesta época do ano, marcada por baixa umidade e dias mais secos. “É importante que todos tenham consciência e respeitem essa determinação para que não haja prejuízos ao meio ambiente, à fauna e, sobretudo, para evitar a ocorrência de tragédias ”.

As pessoas que descumprirem a legislação estão sujeitas às penalidades previstas em lei, como multa e obrigação de reparo aos danos ambientais causados, por exemplo.

Denuncie

Se você identificar alguém realizando queimadas nesse período, procure o escritório do Idaf mais próximo e denuncie. A denúncia também pode ser feita pelos canais da Ouvidoria do Estado: www.ouvidoria.es.gov.br.

Em caso ocorrência de incêndios, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado.

Fonte: Idaf

pube