pube

Mais qualidade e produtividade na produção suína com técnicas ensinadas pelo SENAR em cursos a distância

por Redação Conexão Safra

em 01/06/2016 às 0h00

4 min de leitura

pube
Mesmo atravessando um período de incertezas, com a alta dos custos de produção e cotações instáveis nos preços do produto, a suinocultura oferece um dos mercados mais promissores e atrativos para os criadores. O consumo per capita da carne suína, hoje considerada saudável e nutritiva, cresce a cada ano no País, assim como as exportações. O grande gargalo da produção, no entanto, é a falta de mão de obra técnica qualificada. “É muito escassa, inclusive dentro das universidades ” &ndash, observa a médica veterinária Karina de Carvalho e Silva.

Para preencher essa lacuna, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) oferece gratuitamente, em seu portal de educação a distância, o Programa de Capacitação Tecnológica em Suinocultura. O programa inclui dois diferentes cursos: Assuntos Gerais na Suinocultura e Produção na Suinocultura. A proposta, como explica a coordenadora da EaD SENAR, Larissa Arêa, é ensinar, aos criadores e profissionais da área, técnicas modernas e de baixo custo para melhorar a qualidade da carne suína e a produtividade do rebanho.

A veterinária Karina, tutora dos cursos, considera a iniciativa fundamental. “Esses cursos são muito necessários para treinar mão de obra técnica de qualidade, profissionais para dar assistência nas granjas, melhorando os ganhos zootécnicos e econômicos. Eles mostram o que existe de mais atual e moderno na suinocultura, incluindo técnicas de manejo. São uma oportunidade única não só para os produtores mas também para os estudantes de Veterinária ou Zootecnia que, além de novas tecnologias, vão conhecer práticas administrativas e de gestão de recursos humanos, normalmente não ensinadas em sala de aula ”.

Conhecimentos reforçados

Disponíveis no portal EaD SENAR há pouco mais de um ano, os cursos, de fato, vêm
atraindo grande número de estudantes da área. Genilson Fernando da Costa, de Ijaci, no Sul de Minas, atualmente já formado em Zootecnia, buscou o Programa de Capacitação Tecnológica em Suinocultura quando estava concluindo a faculdade.

“No momento que participei estava fazendo meu TCC (Trabalho de Conclusão do Curso) e estagiava em uma granja de porcos. Foi bastante produtivo. Pude somar os conhecimentos adquiridos na faculdade aos do programa do SENAR e a prática na fazenda produtora de suínos. Ficou tudo muito fácil e proveitoso. Inclusive, peguei bastante coisa dos cursos para o meu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) ”.

Aline Rudiger, de Florianópolis (SC), como Genilson, é recém-formada em Zootecnia e se matriculou na EaD SENAR para complementar seus conhecimentos. “O programa é bem bacana, abrange vasto conteúdo, muito bom para enriquecer minha vida profissional ”.
Cursando Veterinária, o mineiro Felipe Castilho, de Vespasiano, também viu a oportunidade como uma forma de enriquecer seu currículo. “Recomento a todo profissional da área. O Programa de Capacitação em Suinocultura inclui o manejo, a cria, recria, saúde animal e ajuda muito o produtor a alcançar seu objetivo, que é a alta produtividade e um plantel sem doenças ”.

Conteúdo

Independentes, os dois cursos do Programa de Capacitação Tecnológica da EaD SENAR são voltados para profissionais do meio rural com experiência ou formação na área de Ciências Agrárias. Ambos estão com as matrículas abertas no portal: http://ead.senar.org.br .

Para o participante, além do conteúdo, outra grande vantagem é poder assistir as aulas onde e quando for mais conveniente para ele. Pela internet, ele tem acesso às videoaulas gravadas com especialistas, atividades interativas, material complementar em PDF, fóruns e chats.

Com 30 horas-aula, o curso Assuntos Gerais em Suinocultura traça um panorama do setor e, aborda os sistemas de produção e a formação de equipes profissionais. “Temos um tema muito atual sobre o bem estar animal que a maioria dos técnicos ainda não conhece &ndash, diz Karina. E temos uma também uma apresentação sobre gestão de mão de obra e sobre os dados produtivos de uma granja tecnificada. Já no curso de Produção da Suinocultura, em 40 horas, trabalhamos as técnicas de cada setor, com um enfoque muito grande na parte de reprodução,
abordando temas como anatomia e fisiologia reprodutiva, formação de marrãs, inseminação artificial tradicional e novas tecnologias, entre outros ”.

Fonte: Agrolink

pube