pube
Geral

Incaper de Muniz Freire expõe resultados dos produtores participantes do Programa Incluir no Campo

O Instituto de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), por meio do Escritório Local de Desenvolvimento Rural...

por Redação Conexão Safra

em 16/05/2016 às 0h00

3 min de leitura

pube
O Instituto de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), por meio do Escritório Local de Desenvolvimento Rural (ELDR) de Muniz Freire, junto com a Secretaria Municipal de Assistência, Trabalho e Desenvolvimento Social, realizou na quinta-feira (12), uma reunião de avaliação final do Programa “Incluir no Campo ” e “Plano Brasil Sem Miséria ”, com as famílias beneficiadas com estes projetos no município.

O “Plano Brasil Sem Miséria ” é um programa do Governo Federal realizado por meio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) e do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). No Estado ele é executado pelos extensionistas do Incaper. Este Plano é um conjunto de ações e projetos que visam fortalecer a renda familiar dos agricultores familiares e eliminar a ausência de oportunidades de inclusão social e produtiva.

Além de melhorar a renda das famílias, possibilitar o acesso a serviços públicos, aumentar as condições de bem-estar e incentivar a diversificação de produção, o intuito é que as famílias possam continuar no campo, diminuindo o êxodo rural.

Em Muniz Freire, participaram do programa 61 famílias de agricultores familiares, que receberam cada uma o fomento no valor de R$2.400, não reembolsável, para desenvolver os projetos de inclusão produtiva em cada propriedade, totalizando um valor de R$ 146.400, investidos no município.

Estas famílias foram atendidas por dois extensionistas do Incaper: o chefe do ELDR, Agente de Extensão em Desenvolvimento Rural e engenheiro agrônomo, Leandro Mendel da Cruz, responsável por 28 famílias e o extensionista e Técnico em Desenvolvimento Rural, Rodrigo Candido Celestino, responsável por 33.

O projeto teve as seguintes etapas, junto às famílias: mobilização e seleção, diagnóstico, elaboração dos projetos, acompanhamento dos projetos e avaliação.
Houve uma grande diversidade de propostas, uma vez que o programa não era restrito apenas a atividades agrícolas. Alguns dos projetos foram: aquisição de máquinas de costuras, roçadeiras, plantio de hortaliças, criação caseira de galinhas e produção de ovos, criação de suínos, piscicultura, produção de mel, farinha de mandioca, aquisição de pequeno sistema de irrigação e até a montagem de um salão de beleza na zona rural. Tudo foi feito de maneira compartilhada entre as famílias, levando-se em consideração as aptidões de cada um e suas necessidades, priorizando a inserção dos jovens e das mulheres.

A execução do trabalho foi uma parceria entre o Incaper, a Secretaria Municipal de Assistência, Trabalho e Desenvolvimento Social e das equipes do Centro de Referência de Assistência Social (Cras). O evento de avaliação final do “Plano Brasil Sem Miséria ” contou também com a colaboração da empresa local Rifletti Estofados, que tem apoiado as ações do Escritório Local do Incaper.

Fonte: Incaper

pube