Betina Marques

Colunista Conexão Safra.

MAIS CONTEÚDOS
Colunistas

A relação entre o agronegócio e a queda do PIB do Brasil

por Betina Marques

em 03/09/2021 às 16h33

2 min de leitura

No primeiro trimestre do ano de 2021, o Brasil teve um aumento de 1,2% no Produto Interno Bruto (PIB). Foram três trimestres de alta, mas esse cenário mudou no 2º trimestre quando o país recuou 0,1%.  Sabemos a influência que as atividades do agronegócio têm sob o PIB no Brasil, afinal, a atividade chegou a representar neste ano 26,6% do PIB no país.

De acordo com o IBGE, a queda está relacionada principalmente a agropecuária, veja abaixo os números que representam os principais destaques do PIB neste 2º trimestre:

pube
  • Agropecuária: -2,8%
  • Indústria: -0,2%
  • Serviços: 0,7%
  • Consumo das famílias: zero
  • Consumo do governo: 0,7%
  • Investimento (FBCF): -3,6%
  • Importação: -0,6%
  • Exportação: 9,4%
  • Construção: 2,7%
  • Comércio: 0,5%

 

E qual a grande justificativa para isso?

 Primeiramente, precisamos lembrar que o agronegócio é uma atividade de risco que sofre oscilações diante dos diversos fatores que a influenciam, como clima, política e o valor das moedas. E foi exatamente por conta desses fatores que tivemos essa decadência.

Mais especificamente falando, no café tivemos uma quebra de safra enorme causada principalmente pelas geadas. Além disso, a falta de insumos elevou o custo das matérias-primas, o que consequentemente abala toda cadeia financeira.

Confira abaixo, a variação do PIB em relação ao trimestre anterior, em %:


Fonte: OCDE

Betina Marques é Presidente da Comissão de Agronegócio da OAB/ES e sócia no BEM advocacia, único escritório jurídico especializado em agronegócio no ES

pube