Agronegócio

Exportações do agro têm novo recorde em junho, com US$ 12.11 bilhões

Houve alta  de 25% em comparação aos US$ 9.69 bilhões embarcados em junho de 2020

por Equipe SNA Rio

em 19/07/2021 às 9h28

4 min de leitura

Em junho, as exportações do agronegócio atingiram um novo recorde para o mês, de US$ 12.11 bilhões. Houve alta  de 25% em comparação aos US$ 9.69 bilhões embarcados em junho de 2020. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura.

Segundo analistas, o recorde foi definido, principalmente, pelo aumento de 30,4% dos preços internacionais dos produtos agropecuários exportados pelo Brasil, em virtude da recuperação econômica global.

Já as importações tiveram aumento de 54,2%, chegando a US$ 1.28 bilhão. Com isso, o saldo da balança comercial do agronegócio chegou a US$ 10.8 bilhões.

Com a elevação das vendas de produtos não-agrícolas em 105,3%, em razão dos embarques de minério de ferro e petróleo, a participação dos produtos do agro nas exportações totais do País foi de 43,1%, o mesmo com o recorde registrado para os meses de junho. No mesmo período do ano passado, a participação foi de 55,5%.

pube

A China continua a ser o principal destino das vendas. O país respondeu pela compra de 38,70% das exportações do agronegócio em junho.

Soja

Segundo a Secretaria de Comércio do Mapa, o complexo soja foi o principal setor exportador. As vendas externas, principalmente da soja em grão, foram responsáveis por um pouco mais da metade do valor total embarcado pelo Brasil em produtos do agronegócio.

No caso específico da soja em grão, as vendas alcançaram o recorde de US$ 5.30 bilhões, mesmo com a redução de 12,9% do volume exportado (11.1 milhões de toneladas).

Carnes

Com relação às carnes, as exportações em junho foram de US$ 1.78 bilhões (+26,6%). O aumento do valor ocorreu em função da alta da quantidade exportada (+9,4%) e da elevação média do preço de exportação (+15,7%).

A carne bovina liderou os embarques, com registros de US$ 834.24 milhões (+12,7%). Com relação à carne de frango, as exportações subiram 45,8%, atingindo US$ 636.26 milhões em junho.

Já na carne suína houve registro recorde de exportações, com vendas externas de US$ 268.31 milhões (+36,4%). A quantidade exportada também foi recorde, com 107,2 mil toneladas (+12,9%).

Outros produtos

Entre os outros itens mais exportados pelo agro brasileiro, o grupo de produtos florestais aumentou de 23,70%, para US$ 1.19 bilhão; o grupo de açúcar e álcool avançou 26,80%, para US$ 1.07 bilhão, e o café saltou 39,90%, para US$ 454.2 milhões.

Primeiro semestre

Com a recuperação das vendas no último trimestre, as exportações do agro fecharam o primeiro semestre do ano com um crescimento de 20,80% na comparação com o mesmo período de 2020, totalizando US$ 61.5 bilhões. As importações também aumentaram 20,20% e chegaram a US$ 7.5 bilhões.

Com isso, o superávit comercial do setor, de janeiro a junho, foi de US$ 53.99 bilhões, resultado 21,20% superior ao dos primeiros seis meses de 2020.

Acesse aqui mais informações sobre a Balança Comercial do Agro.

 

pube