pube
Sustentabilidade

Meio ambiente: 90% dos brasileiros pretendem viajar de maneira mais sustentável

por Instituto Climatempo

em 08/05/2022 às 19h06

2 min de leitura

Meio ambiente: 90% dos brasileiros pretendem viajar de maneira mais sustentável

Foto: Pixabay

O relatório Viagens Sustentáveis 2022 revelou que o impacto das viagens continua sendo uma grande preocupação para a maioria das pessoas, com 90% dos entrevistados brasileiros afirmando que pretendem viajar de maneira mais sustentável nos próximos 12 meses. Além disso, o Brasil é o terceiro país que mais considera as viagens sustentáveis importantes (96% dos viajantes do país), aumento de 12 pontos percentuais em relação ao levantamento de 2021.

O estudo foi encomendado pela Booking e realizado em fevereiro deste ano de maneira independente, de forma on-line, com 30.314 entrevistados em 32 países e territórios. Os respondentes tinham mais de 18 anos, viajaram pelo menos uma vez nos últimos 12 meses, planejam uma viagem em 2022 e se declararam responsáveis ou envolvidos no processo de tomada de decisão da viagem.

pube

De acordo com o levantamento, 86% dos brasileiros dizem que estão mais propensos a escolher uma acomodação sustentável – estejam ou não procurando especificamente por uma. E dois terços (65%) dos viajantes do país afirmam que os esforços feitos por acomodações e provedores de transporte em prol do meio ambiente têm um grande papel na hora de decidir a contratação.

Dentre os 40% de brasileiros que não se hospedaram em uma acomodação considerada sustentável no último ano, 22% disseram que nem sabiam que elas existiam. Isso mostra que a conscientização está crescendo, mas muita gente ainda não sabe como encontrar esse modelo de estadia. Os brasileiros são a terceira nacionalidade que menos sabe onde encontrar uma hospedagem amigável ao ambiente, atrás de Hong Kong e Colômbia, e empatados com Índia e China.

Além disso, dois em cada cinco (41%) brasileiros admitem que não procuram ativamente pelas práticas sustentáveis de uma propriedade antes de reservá-la, mas que, se essa informação pudesse ser acessada facilmente, iriam analisá-la.

É um dado que reforça a importância de tornar as informações sobre sustentabilidade no turismo mais transparentes e compreensíveis para um público mais amplo.