Geral

Participação estadual e regional nas vendas externas de carne de frango

por Redação Conexão Safra

em 18/11/2015 às 0h00

2 min de leitura

Participação estadual e regional nas vendas externas de carne de frango

pube
Como se imaginava, as chuvas de outubro afetaram diretamente os embarques de carne de frango do três estados do Sul, os maiores exportadores do produto. A ponto de os embarques da Região terem recuado 15% em relação ao mesmo mês do ano passado. Os maiores efeitos, porém, recaíram sobre Santa Catarina: com longas paralisações em Itajaí, o total embarcado no mês ficou mais de 25% abaixo do que foi registrado um ano antes.

O percalço, entretanto, não alterou a participação das unidades federativas brasileiras &ndash, 16 estados, mais Distrito Federal – nas exportações de carne de frango.

Aliás, a única alteração de posição registrada nada teve a ver com os problemas do mês. Foi a ascensão do estado de Tocantins para a 13ª posição, lugar que até setembro pertencia a Rondônia. E embora a quantidade exportada por Tocantins continue modesta, a subida gerou índices dos mais expressivos: incremento de 363% no volume e de 731% na receita cambial.

Por sinal, além do Tocantins, apenas dois outros estados completam os 10 primeiros meses de 2015 registrando aumento na receita cambial: o Espírito Santo, com variação de 52%, e o Paraná, com aumento de 2,77%.

Embora pequeno, o índice de expansão do Paraná tem particular significado, pois a receita local aproximou-se dos US$2 bilhões. É valor que está sendo alcançado e superado em novembro corrente.