Geral

Nova lei fortalece feiras livres de Cachoeiro

por Redação Conexão Safra

em 20/10/2015 às 0h00

2 min de leitura

Nova lei fortalece feiras livres de Cachoeiro

pube

Assinatura ocorreu na feira da Praça de Fátima, na última sexta (16)

Importantes canais de comercialização de produtos da agricultura familiar em Cachoeiro, as feiras livres serão fortalecidas com nova lei municipal (7267/2015), que autoriza a prefeitura a administrar, regulamentar e fiscalizar a atividade, fonte de renda para cerca de 60 famílias de produtores.

O objetivo é garantir o bom funcionamento das feiras, a partir da elaboração de regras ainda mais claras para os feirantes, que abordem seus deveres, direitos, obrigatoriedades e penalidades para descumprimento de exigências.

A lei foi assinada pelo prefeito Carlos Casteglione na última sexta (16), durante a feira da Praça de Fátima, e deve ser publicada no diário oficial do município ainda nesta semana.

Segundo o secretário municipal de Agricultura e Abastecimento, José Arcanjo Nunes, a medida vai atualizar a legislação do município, contemplando aspectos e particularidades que não eram previstos nas leis antigas.

“Temos feito um trabalho importante nessa área, que inclui fiscalização, acompanhamento dos produtores, regularização dos produtos de origem animal e orientação dos de origem vegetal, entre outros serviços. Essa ferramenta vai nos ajudar nesse sentido ”, explica.

Produtos frescos a preço justo

Nas três feiras livres de Cachoeiro, são vendidos produtos frescos do campo, como ovos, hortaliças, peixes, frutos, orgânicos e produtos da agroindústria familiar, como doces, bolos, biscoitos e salgados.

Na feira da Praça de Fátima, a expectativa de faturamento neste ano é de R$ 1 milhão, apenas com os tíquetes-feira que a prefeitura oferece aos seus servidores. Já o valor negociado em dinheiro é de, pelo menos, 25% desse montante. Nas outras feiras, as vendas são realizadas, apenas, com dinheiro.

“As feiras são fonte de renda para o produtor, são boas para o consumidor &ndash, pois eles encontram nelas um produto de qualidade, fresco, a preços justos &ndash, e são boas para o município, pois esse dinheiro circula aqui ”, avalia o secretário.

pube