pube
Geral

Café do Jacu tem fama internacional

O Sítio Camocim produz o café mais exótico e também o mais caro do Espírito Santo...

por Redação Conexão Safra

em 04/11/2015 às 0h00

4 min de leitura

O Sítio Camocim produz o café mais exótico e também o mais caro do Espírito Santo. Trata-se do Jacu Bird Coffee, o “Café do Jacu ”, preparado com os grãos de arábica tirados das fezes da ave, cuja incidência é bastante comum na região. O quilo do café em pó custa R$ 608,00 o quilo.

A história de sucesso já é conhecida pelos apreciadores da bebida até do outro lado do mundo começou por acaso. Os ataques dos jacus às lavouras eram constantes. Além de quebrar os galhos dos pés de café, as aves sempre comiam os melhores frutos, aqueles sem defeito e completamente maduros.

Graças ao tino comercial do empresário Henrique Sloper, o jacu saiu do posto de vilão para o de um lucrativo negócio. Ele descobriu que o café mais caro do mundo &ndash, o Kopi Luwak &ndash,, da Indonésia, é produzido a partir dos grãos encontrados nas fezes do civeta, um tipo de gato selvagem.

Daí, Sloper resolveu fazer a experiência com os grãos oriundos das fezes dos jacus que devoravam as suas lavouras. Os resíduos lembram muito pés de moleque.

Desde 2006, o Café do Jacu vem conquistando degustadores e consumidores pelo seu sabor equilibrado. Segundo o empresário, a produção agora é toda exportada, e o café é encontrado nas melhores cafeterias de Tóquio, Inglaterra e Estados Unidos.


pube


Café do Caparaó vai parar no Japão


Empresários japoneses descobriram os cafezais da Região do Caparaó, na divisa do Espírito Santo com Minas Gerais. No mês passado, um grupo de 13 empresários do país do sol nascente, entre donos de cafeterias e de lojas de torrefação, visitou o distrito de Pedra Menina, em Dores do Rio Preto. Desde 2004, eles compram cafés da região e, até o fim deste ano, esperam comercializar no mercado japonês pelo menos 150 sacas do produto a preços que variam entre R$ 600 e R$ 800.


Concursos de qualidade

Afonso Cláudio
Concurso de Qualidade de Café Arábica e Conilon
Inscrições: até 30/10 no escritório do Incaper
Categorias: arábica despolpado e conilon natural e despolpado
Prêmios de até R$ 5 mil
Cerimônia de premiação: 20/11
Mais informações: (27) 3735-1124

Iúna

1º Concurso de Qualidade do Café Arábica
Inscrições: até 02/10 na Secretaria de Agricultura ou
escritório do Incaper
Categorias: cerejas descascado ou despolpado e café natural
Prêmios de até R$ 4 mil
Cerimônia de premiação: 22/10
Mais informações:
(28) 3545-3208/1247.

Venda Nova do Imigrante
7º Concurso de Café de Qualidade
Inscrições: de 01 a 23/10
Categoria: arábica de bebida dura
Prêmios de até R$ 5 mil e sacas de adubo
Cerimônia de premiação: 27/11
Mais informações: (28) 3546-3662.

Outros concursos
13º Prêmio de Qualidade Realcafé-Cafuso/UCC
*Aberto a produtores das montanhas do ES
Inscrições: até 23/10
Categoria: café arábica de bebida mole para melhor
Prêmio máximo de R$ 40 mil
Cerimônia de premiação: 14/11
Mais informações:
www.premiocafusoucc.com.br


25º Prêmio Ernesto Illy de Qualidade do Café para Espresso
*Aberto para produtores de todo o Brasil
Inscrições: até 23 de setembro
**R$ 220 mil em prêmios distribuídos entre os 40 finalistas
Mais informações:
www.clubeilly.com.br

Concurso Conilon Especial Specialty Robusta Pio Corteletti
Categoria: cafés naturais
*Inscrições encerradas
Prêmio: ágio no valor comercializado por saca
Cerimônia de premiação: a marcar em dezembro
Mais informações:
www.coopeavi.coop.br

Concurso Colheit a Premiada- Nescafé Dolce Gusto
*Produtor terá seu café transformado em uma edição especial mundial das cápsulas
Prêmio: R$ 450 mil distribuídos entre os cinco primeiros colocados em três categorias e garantia de compra do 1º lote só para o vencedor.
Mais informações:
www.nescafe-dolcegusto.com.
br/concurso


pube