pube
Geral

Café capixaba ganha prêmio de melhor do Brasil

Nestlé premia os melhores cafés do país e o Conilon da Coopeavi conquista o primeiro lugar do concurso Colheita Premiada

por Redação Conexão Safra

em 21/12/2015 às 0h00

3 min de leitura

pube
O lote de cafés Conilon dos cooperados Coopeavi faturou o primeiro lugar no Concurso Colheita Premiada, lançado este ano para valorizar os cafeicultores brasileiros e eleger o melhor café entre todas as regiões produtoras do Brasil. Os vencedores foram anunciados no dia 17, quinta-feira, em Montes Claros (MG), durante a inauguração da fábrica da Nestlé, a primeira fora da Europa. O concurso comtemplou 13 finalistas com premiações em dinheiro no valor total de R$ 450 mil.

De acordo com nota à imprensa da Nestlé, o grande vencedor terá seu café utilizado em uma edição especial de cápsulas NESCAFÉ®, Dolce Gusto®,, 100% brasileira. O produto será comercializado no Brasil e outros países onde a marca está presente a partir de julho de 2016. A nova cápsula será parte da série “cafés especiais ”, que incrementa o portfólio global de NESCAFÉ®, Dolce Gusto com novos sabores a cada ano. Esta é a primeira vez que o café brasileiro será escolhido como a grande estrela.

A cooperativa teve um papel fundamental no processo de união dos cafés dos produtores para formar o volume exigido pelo regulamento do prêmio, 850 sacas de café por lote. O setor de qualidade de cafés da Coopeavi buscou em seus armazéns cafés já adquiridos, realizou um filtro de qualidade, como nota de degustação e tamanho dos grãos, para reunir o café necessário com qualidade superior.

Um outro detalhe que diferenciou o Conilon escolhido com o melhor do país foi o trabalho realizado por meio da Verificação 4C, iniciado em meados de 2014. “Todos os cafés selecionados para integrar o lote inscrito são de produtores 4C ”, afirma o gerente de Comercialização de Café da Coopeavi, João Elvidio Galimberti. Mesmo sendo um café adquirido pela cooperativa junto ao produtor antes da inscrição no prêmio, o valor conquistado como premiação será rateado entre os 10 cafeicultores integrantes.

“Cooperativismo é isso, reunimos os melhores, conquistamos o prêmio e temos a preocupação de repassar parte da premiação para os agricultores que acreditou no trabalho que estamos realizando com a Verificação 4C ”, disse o vice-presidente da Coopeavi Denilson Potratz.
Nas fábricas Dolce Gusto do exterior, normalmente são utilizados cafés robusta do Vietnã. “”Nós conseguimos, por meio de pesquisa e com o engajamento do governo e de produtores do Espírito Santo, principal estado produtor, um ótimo Conilon capixaba, que substitui muito bem o robusta do Vietnã””, garantiu o gerente Agrícola de Cafés da Nestlé, Pedro Malta.

pube