pube
Pecuária leiteira

3º TecLeite Espírito Santo é sucesso em acessos no Youtube

por Assessoria de Comunicação do Incaper

em 28/09/2021 às 10h51

4 min de leitura

No mês de setembro, mais informações sobre tecnologias para produção sustentável do leite foram abordadas durante o 3º TecLeite Espírito Santo. O evento, on-line e gratuito, superou as expectativas para este ano com mais de 1600 acessos, com a participação de pessoas de outros estados também.

O TecLeite ES é fruto de uma parceria entre o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Gado de Leite e está disponível nos canais da Embrapa e do Incaper, ambos no Youtube e no site da RepLeite. O evento foi exibido com um “dia de campo” e está disponível, por completo, no link https://www.youtube.com/watch?v=BAv8yHrzJVw.

“Devido a pandemia realizamos o dia de campo no formato virtual e o resultado foi muito satisfatório. A transição virtual democratiza o acesso as tecnologias e soluções de manejo abordadas, para agropecuaristas de diferentes regiões.”, informou o coordenador técnico de Produção Animal do Incaper, Bernardo Lima Bento de Mello.

“Aproximamos os produtores rurais capixabas das tecnologias geradas e propagadas pela Embrapa, as quais o Incaper utiliza e divulga como parceiro. Essa ação faz parte do convênio de cooperação técnica que existe entre as instituições desde 2018. Nosso foco principal é capacitar os pecuaristas capixabas. Por isso, convidamos todos a assistirem”, ressaltou Bernardo Lima.

pube

De acordo com o pesquisador da Embrapa Gado de Leite, Carlos Eugênio Martins, tratar tecnologias sustentáveis para o gado leiteiro é respeitar os seus pilares econômicos, ambientais e sociais.

“A Integração Lavoura Pecuária e Floresta, ou sistema ILPF, é a combinação de lavoura, pastagem, árvores e gado numa mesma área, manejados de forma integrada. O objetivo dessa associação de culturas, torna esse sistema completo onde aumenta a produtividade, podendo gerar o aumento de benefícios econômicos e ambientais, levando em consideração a qualidade de vida animal”, disse.

O pesquisador reforçou que a união de esforços com o Incaper tem potencializado o desenvolvimento da pecuária leiteira, ao longo dos anos.

TecLeite ES organizado em três estações:

A primeira delas tem como tema os “Benefícios dos sistemas integrados e estratégias para a implementação do sistema Integração Lavoura-Pecuária-Florestas (ILPF)” e abordou a intensificação sustentável e a conservação dos solos, ajustes no manejo ILPF da Unidade Demonstrativa da fazenda experimental do Incaper em Linhares, bem como as estratégias para a implementação da lavoura e do pasto. Acesso: https://youtu.be/2ugrQoNBG2A

A segunda estação contemplou as “Estratégias para implementação do Sistema Silvipastoril (Integração Pecuária-Floresta – IPF)”, com o controle de formigas e insetos para a implementação da floresta no sistema, implementação e manejo inicial da floresta no sistema, a realidade local e os ajustes no manejo da IPF em Cachoeiro do Itapemirim. Acesso: https://youtu.be/uMMDDMwP4es

As “Estratégias de cruzamento para os sistemas de produção de leite” foram apresentadas na terceira estação, com o enfoque em abordagem do cruzamento de animais holandês X zebu para a produção de leite, estratégias de acasalamento para a renovação do rebanho, potencial produtivo e longevidade de vacas mestiças holandês X Zebu para a produção de leite e produção de bezerros de corte, a partir de vacas leiteiras. Acesso: https://youtu.be/w4ubWBxsrdk

Em cada uma das estações do dia de campo foram exibidos vídeos, gravados em fazendas ou nos campos experimentais das duas instituições. Em seguida, pesquisadores da Embrapa e técnicos do Incaper responderam as questões do público, por meio do chat do Youtube.

Mais sobre o TecLeite

O TecLeite é uma idealização da Embrapa Gado de Leite, criado para levar, de forma regional, tecnologias sustentáveis aos produtores rurais. Conforme explica o analista da Embrapa Websten Cesário da Silva. “O apoio das instituições de extensão rural dos estados é fundamental nesse processo. São os extensionistas quem melhor conhecem a realidade dos produtores, demandando a Embrapa pelas tecnologias mais adequadas para cada região”, disse Cesário.

O primeiro evento ocorreu em 2011, no Campo Experimental Santa Mônica, em Valença, sul do Estado do Rio de Janeiro. Outros dias de campo com esse formato ocorreram no Campo Experimental Jose Henrique Bruschi, em Coronel Pacheco, Minas Gerais; na Fazenda Experimental do Bananal do Norte, em Pacotuba, Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, e na Fazenda Cafundó distrito de Conduru, também em Cachoeiro de Itapemirim.

pube