pube
Geral

Painéis técnicos marcam o segundo dia do Papaya Brasil

Debates técnicos marcam o segundo dia de trabalhos do VI Simpósio do Papaya Brasileiro...

por Redação Conexão Safra

em 11/11/2015 às 0h00

2 min de leitura

pube
Debates técnicos marcam o segundo dia de trabalhos do VI Simpósio do Papaya Brasileiro, realizado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) em parceria com diversas instituições. Com o tema “A tecnologia de produção e mercado para o mamão brasileiro ”, o evento reúne representantes de diversos elos da cadeia produtiva do mamão papaya no Espírito Santo, Brasil e no mundo.

O manejo da água na cultura do mamoeiro abriu as discussões nesta quarta-feira (11). Um tema bastante pertinente em tempos de crise hídrica. Foram debatidos o uso efetivo de água do mamoeiro, abordando aspectos fisiológicos e produtividade, bem como manejo e qualidade da água na fertirrigação do mamoeiro. O painel foi seguido da palestra “Pulverização eletrostática, uma realidade no campo ”, ministrada por Jefferson Gitirana Neto, da Universidade Federal de Uberlândia.

Os debates acerca da cultura do mamoeiro continuam à tarde. Os avanços tecnológicos para conservação da qualidade do mamão na pós-colheita serão discutidos sob dois aspectos: redução de perdas na cadeia do mamão e técnicas para sua conservação e redução de sintomas de doenças, e fotocatálise de etileno no manejo pós-colheita para conservação do mamão.

O painel sobre a situação atual da pesquisa das viroses do mamoeiro será coordenador pelo chefe de pesquisa do Incaper, José Aires Ventura. O foco das discussões serão o mosaico, a meleira e o amarelo letal do mamoeiro.

O VI Simpósio do Papaya Brasileiro é realizado pelo Incaper em parceria com a Brapex, Sociedade Brasileira de Fruticultura (SBF,) Centro de Desenvolvimento do Agronegócio (Cedagro), Crea-ES, Sociedade Espiritossantense de Engenheiros Agrônomoa (SEEA) e Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca. O evento tem o patrocínio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), Casa do Adubo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), Defagro, Banestes, Fertilizantes Heringer, AgroNZ, Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-ES (Mútua), Banco do Brasil e Sebrae.

Para conferir a programação completa, acesse: http://www.papayabrasil2015.com.br/
Fonte: Governo do estado do ES

pube