pube
Geral

O Brasil exportou 26,5 milhões de sacas de café de janeiro a setembro de 2015

por Redação Conexão Safra

em 14/10/2015 às 0h00

3 min de leitura

pube
O Conselho dos Exportadores de Café do Brasil &ndash, CeCafé, no relatório “”Resumo das Exportações Brasileiras de Café””, edição de setembro de 2015, mostra que o País, no período de janeiro a setembro de 2015, exportou 26,5 milhões de sacas de café de 60kg (verde, torrado & moído e solúvel) com receita cambial de US$ 4,577 bilhões.
De acordo com o CeCafé foram 20,5 milhões de arábica, 3,4 milhões de robusta, 2,6 milhões de solúvel e 21 mil sacas de Torrado & Moído


Considerando o tipo do café exportado, o levantamento mostra que a espécie arábica de café verde correspondeu a 77,2% das vendas ao exterior, o café verde robusta a 12,8%, o solúvel a 9,8%, e o torrado & moído a 0,1%, no mesmo período. Em relação ao mês de setembro de 2015, o relatório das exportações do CeCafé aponta que o volume exportado foi de 3.078.667 sacas com receita de US$ 482,198 milhões.

O Relatório do CeCafé confirma ainda que, aos poucos, o nosso País vem deixando de ser apenas exportador de café commodity e começa a conquistar e consolidar mercado com o produto de maior valor agregado, pois as vendas externas dos cafés chamados diferenciados (os de melhor qualidade, que incluem os cafés especiais) já superam 25% do volume total exportado em 2015.

Nesse caso específico, foram exportadas 6,7 milhões de sacas de cafés diferenciados (10,4% a mais que de janeiro a setembro de 2014), com ganho expressivo nos preços. Os cafés diferenciados foram comercializados em média a US$ 226,2 por saca, com ágio de 49% em relação ao café commodity.

O relatório também destaca números agregados das exportações brasileiras de café por continente. No acumulado de janeiro a setembro de 2015, a Europa foi a principal região importadora e responsável pela importação de 53% do total de café, a América do Norte por 26% do total de sacas exportadas, a Ásia por 16%, e a América do Sul por 4%.

Segundo o balanço do CeCafé, o ranking dos quatro principais países importadores, no acumulado de 2015 até setembro, é liderado pelos EUA – 5.736.596 sacas (22%), seguido pela Alemanha – 4.730.484 (18%). A Itália ocupou a terceira posição, com 2.146.753 sacas (8%). E, em quarto, o Japão, com 1.697.390 sacas (6%). Os embarques de café nesse período foram realizados principalmente pelo porto de Santos, com 84,2% das exportações (22.349.173 sacas), pelo estado do Rio de Janeiro (portos do Rio de Janeiro e Sepetiba) foram embarcados 8,8% do total (2.346.743 sacas), e pelo porto de Vitória, 4,2% do total (1.103.533 sacas).

O Resumo das Exportações Brasileiras de Café, de setembro de 2015, do CeCafé também pode ser conferido no Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café. Além desse Resumo, podem ser conferidos o Terceiro Levantamento da Safra de Café de Setembro de 2015, o Informe Estatístico do Café e do Valor Bruto da Produção, do Mapa, o Relatório Internacional de Tendências do Café, do Bureau de Inteligência Competitiva do Café, o portfólio de tecnologias desenvolvidas pelo Consórcio, publicações técnicas das entidades integrantes e parceiras do Consórcio, como a Revista Coffee Science, da Universidade Federal de Lavras &ndash, UFLA, e dados completos sobre Safras e Estoques, Consumos e Tendências, Estatísticas, Cotações e Análises, Clipping mensal de notícias veiculadas na mídia, Imagens, Vídeos e Áudios, Rede Social do Café, Publicações Técnicas e Relatórios de Atividades, e Sistema Brasileiro de Informação do Café &ndash, SBICafé, entre outros.

pube