pube
Geral

Marketing e Compromisso com a Qualidade marcam as comemorações do Dia Nacional do Café

Os brasileiros são tão apaixonados por café que esta bebida tem, desde 2005, uma data exclusiva para ser comemorada...

por Redação Conexão Safra

em 23/05/2016 às 0h00

7 min de leitura

pube
Os brasileiros são tão apaixonados por café que esta bebida tem, desde 2005, uma data exclusiva para ser comemorada: 24 de Maio – Dia Nacional do Café. Incorporada ao Calendário Brasileiro de Eventos por sugestão da ABIC &ndash, Associação Brasileira da Indústria de Café, a data simboliza a época da colheita em grande parte das regiões cafeeiras e é celebrada por toda a cadeia produtiva, da produção aos consumidores, passando pelas indústrias e varejo.

Este ano, a ABIC inova nas comemorações com dois lançamentos: a sua campanha de marketing 2016, que desta vez inclui, além das donas de casa, também os jovens e o varejo supermercadista, e com o inédito Compromisso com a Qualidade, programa que tem como objetivo estimular indústrias de todo o país para que permaneçam investindo continuamente na melhoria da qualidade de seus produtos.

Mais qualidade, mais aroma e sabor

“A safra brasileira de café que começa a ser colhida mostra ser uma das melhores em qualidade nos últimos anos. Frutos com maturação uniforme e muitas cerejas maduras nos cafeeiros indicam que estes grãos vão produzir cafés excelentes. É esta qualidade excepcional da safra de café que desejamos que seja também destinada à mesa dos consumidores brasileiros ”, diz Ricardo de Sousa Silveira, presidente da ABIC. Para ele, sabor e aroma superiores vão identificar os bons produtos.

Exatamente por isso, a ABIC, que além de representar a indústria de café nacional também gerencia importantes programas de autorregulamentação e certificação de pureza e qualidade, decidiu aproveitar o Dia Nacional do Café para reafirmar o seu Compromisso com a Qualidade do Café. “Queremos que os brasileiros possam degustar diariamente cafés com qualidade ainda melhor, em todas as categorias, Extra Forte, Tradicional, Superior e Gourmet ”, diz Ricardo Silveira, lembrando que o Compromisso com a Qualidade é também um Compromisso com o Consumidor.

A ABIC vai estimular as indústrias de café para que também reafirmem os seus Compromissos com a Qualidade do Café. “O Programa de Qualidade do Café – PQC, complementado pelo Programa de Pureza, serão as ferramentas para impulsionar estes compromissos. Mais marcas de café com certificação e monitoramento amplo, vão garantir esta conquista. Estimulo ao lançamento de novos produtos, inovação e seleção mais rigorosa das matérias-primas utilizadas vão, com certeza, contribuir ainda mais com a qualidade ”, diz o presidente.

Para Ricardo Silveira, o setor tem que ampliar a oferta de produtos que atendam ao interesse crescente dos consumidores, que estão mais informados e desejosos de experimentar cafés com mais qualidade e diferenciação. É o que mostram as pesquisas recentes da ABIC, feitas pelo Euromonitor, que indicam um aumento da procura por cafés certificados e garantidos quanto à qualidade, seja entre os cafés Extra Fortes e Tradicionais, como entre os Superiores e os Gourmet, que são as diferentes categorias de qualidade do produto.

“O consumidor brasileiro deseja e merece cafés com mais qualidade, em todas as categorias, com mais sabor, aroma e pureza e que serão o resultado deste empenho e do compromisso das indústrias. Estamos, ABIC e indústrias de café, unidas pelo Compromisso com a Qualidade do Café ”, conclui Silveira.

Campanha 2016: inovações

Com investimentos próprios estimados em R$ 2 milhões, a campanha de marketing da ABIC terá novidades este ano. Com início em 24 de maio, Dia Nacional do Café, a campanha, com quatro meses de duração, desta vez inclui jovens e redes supermercadistas como públicos-alvo, atingindo um número maior de pessoas em todo o País e marcando presença não só na televisão, mas também na Internet.

“No ano passado, a campanha era focada apenas nas donas de casa, que continuam sendo importantes pela decisão de compra e volume comprado de café. Mas, agora, vamos trabalhar também os jovens, que têm ampliado o seu consumo, e as redes supermercadistas, para aumentar a presença do produto nas gôndolas ”, explicou Lígia Repetto, diretora de atendimento da agência Havas.

O plano de mídia estabelecido adota diferentes estratégias para atingir os três públicos-alvo (jovens, donas de casa e supermercadistas), a partir da seleção dos veículos e assuntos que mais atraem cada um deles. Para atrair o público jovem consumidor de café, por exemplo, na faixa de 15 a 29 anos – que soma cerca 43 milhões de pessoas no Brasil – os anúncios serão veiculados na Internet e irão valorizar os benéficos do café para a saúde. Com 10% da verba total, o foco serão anúncios principalmente nas redes sociais, como Facebook, Youtube e Instagram, as mais acessadas.

“O público jovem é uma novidade e é muito oportuno usar esse tema da saúde para atingí-lo. No Facebook, vamos explorar a beleza do post, com imagens atrativas, mas também com textos informativos ”, disse Ligia. Os posts devem mostrar, por exemplo, que tomar uma xícara de café pela manhã, antes de praticar exercícios, traz benefícios para a saúde. Já no Youtube, serão feitos anúncios no formato de vídeos ou animações (pre-roll), que são inseridos antes de outros vídeos da rede social com conteúdos relacionados ao tema da campanha. “Aqui o desafio foi criar um vídeo com conteúdo que prenda a atenção das pessoas por mais de oito segundos, para que ela não pule o anúncio. Vídeos tutoriais, que explicam como fazer um café diferente, por exemplo, funcionarão muito bem ”, afirmou. No Youtube, a previsão é comprar 9,5 mil visualizações. Já no Facebook e Instagram serão comprados mais de 94 mil cliques. Nessas redes sociais, se paga o anúncio de acordo com o número de pessoas que se deseja atingir.

Segundo a diretora da Havas, como a campanha terá maior tempo de duração este ano, mas evitando o período das Olimpíadas – quando os espaços para anúncios são mais procurados e ficam mais caros – os resultados na Internet poderão ser ainda melhores do que no ano passado e haverá uma divisão em duas fases. Na primeira fase da campanha, o objetivo será ampliar o alcance e conhecimento da ABIC e do conteúdo apresentado no Facebook e Instagram, atingindo o maior número de jovens possível. Ao mesmo tempo, serão veiculados banners em sites especializados e direcionados para esse público. Já na segunda fase, será feita uma campanha de sustentação no Facebook e Instagram com posts pagos, junto com os anúncios no Youtube.

Para atingir as redes supermercadistas, por sua vez, a estratégia são os anúncios em revistas especializadas, com grande penetração entre esse público, além de banners nos sites mais acessados por eles e envio de e-mail marketing. Os anúncios para esse público devem somar também cerca de 10% do investimento total da campanha e o objetivo é melhorar o gerenciamento da categoria café nos supermercados, ganhando mais destaque nas gôndolas ao atingir proprietários, diretores, gerentes e compradores das redes.

A maior parte do investimento da campanha, 80%, será destinada para alcançar as donas de casa, com foco nas mulheres da classe C consumidoras de café, um universo de cerca de 10 milhões de pessoas, que geralmente decidem o que vai ser comprado em suas casas. Entre esse público, o objetivo é reforçar o Selo de Pureza ABIC e a imagem da entidade como certificadora de cafés puros e de qualidade. Para esta faixa, os meios de comunicação com maior penetração são a televisão aberta e paga, que agora também receberá anúncios e não estava incluída na última campanha.

Fonte: Agrolink

pube