pube
Geral

Incaper incentiva o cultivo e o uso adequado das Plantas Medicinais em Guaçuí

por Redação Conexão Safra

em 08/06/2016 às 0h00

3 min de leitura

Incaper incentiva o cultivo e o uso adequado das Plantas Medicinais em Guaçuí

pube
Resgatar o conhecimento popular sobre as plantas medicinais é uma forma de chamar a atenção para a saúde da família e da comunidade. Essa é a proposta do curso que começou nesta segunda-feira (30) e vai até quinta (02), na 26ª Feira do Verde em Guaçuí. O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) tem incentivado o cultivo e o uso adequado das plantas medicinais.

Agricultores familiares, integrantes da pastoral da saúde do município e estudantes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) estão participando do curso, ministrado pela instrutora do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e aposentada do Incaper, Rita Zanúncio, com o apoio do escritório local do Incaper em Guaçuí.

A economista doméstico do Incaper, Ana Paula Pereira de Castro, salientou que houve uma grande procura pelo curso. “O saber popular, aliado aos conhecimentos científicos, tem trazido muitos benefícios para a sociedade, sobretudo após a adoção de medicamentos fitoterápicos pelo Sistema Único de Saúde ”, acrescentou.

Plantas Medicinais e o Incaper

Nos últimos anos o Incaper realizou diversos cursos de plantas medicinais, excursões, dias de campo e dias especiais. Já são mais de 800 pessoas cadastradas na Rede Estadual de Plantas Medicinais (Plamedes), que foi criada em 2008 e é coordenada pelo Incaper.

Além das diversas atividades com comunidades, o Incaper desenvolve pesquisas com plantas medicinais em parceria com várias instituições de ensino e pesquisa, como Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), Emescam, Faesa, Embrapa, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, entre outras. Também mantém o banco de germoplasma de espécies medicinais na Fazenda Experimental Engenheiro Agrônomo Reginaldo Conde, o que contribui para seleção, melhoramento e introdução de genótipos dessas plantas, o que irá proporcionar que, futuramente, o Incaper forneça variedades selecionadas, testadas e asseguradas para os produtores rurais.

O Instituto também coordena pesquisa científica com aroeira (pimenta rosa), que é condimentar e medicinal dentro do portfólio dos experimentos implantados no Projeto Biomas Mata Atlântica, em Sooretama. Além disso, fornece material vegetal para coleção de plantas medicinais do Museu de Biologia Mello Leitão, em Santa Teresa, com mais de 80 amostras de plantas medicinais devidamente identificadas botanicamente.

Fonte: Incaper

pube