pube
Economia

Suzano firma parceria para facilitar acesso de fornecedores ao crédito

Programa visa a ajudar principalmente micro e pequenas empresas (MPEs) em operações de risco sacado

por Redação Conexão Safra

em 16/06/2021 às 11h45

4 min de leitura

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, firmou parceria com a fintech Monkey Exchange, maior marketplace de recebíveis da América Latina, para auxiliar fornecedores a terem acesso a condições mais competitivas de crédito em operações de risco sacado. O projeto faz parte do programa Suzano Fortalece, uma iniciativa que tem o objetivo de fortalecer toda a cadeia de suprimentos da empresa e que permitirá aos fornecedores usufruírem da qualidade de crédito da Suzano nas negociações com bancos feitas via plataforma digital da fintech.

A operação de risco sacado é uma forma simples de se conseguir recursos financeiros: consiste na antecipação, por parte dos fornecedores, dos títulos a receber, onde o banco antecipa as faturas na data de solicitação, a uma taxa vinculada ao risco de crédito da empresa cliente. Na parceria estabelecida entre Suzano e Monkey, os fornecedores terão acesso a uma plataforma intuitiva, que permitirá realizarem essas operações de uma forma simples e eficiente, com o benefício da taxa de risco Suzano. Em um formato semelhante a um leilão reverso de crédito, vence o banco que apresentar o lance com a menor taxa de juros. Dessa forma, os tomadores do crédito tendem a conseguir condições mais atrativas do que as atuais.

pube

“Desde o início da pandemia, temos intensificado o trabalho interno de buscar soluções para ajudar a melhorar o capital de giro de nossos parceiros, principalmente aqueles que possuem maior dependência financeira da Suzano. No ano passado, antecipamos pagamentos e agora vamos trabalhar com a Monkey para que nossos parceiros tenham acesso a juros mais baixos, de modo a fomentar a sustentabilidade financeira na cadeia e compartilhar valor com esses stakeholders”, afirma Julio Ramundo, Diretor de Tesouraria da Suzano.

Na primeira etapa do projeto, um total de 451 MPEs tiveram a oportunidade de acessar o programa Suzano Fortalece. Esse número será ampliado gradativamente conforme análise de riscos.

“Nosso objetivo é apoiar nossos parceiros, trazendo um olhar diferenciado aos micros e pequenos fornecedores, desta forma aumentamos a robustez da cadeia de suprimentos e, a partir da qualidade do nosso crédito junto aos bancos, conseguimos gerar e compartilhar valor”, salienta Viviane Danemberg, Gerente Executiva de Suprimentos da Suzano.

Desde sua fundação, a Monkey já transacionou cerca de R$ 15 bilhões e espera fechar o ano de 2021 com volume transacionado entre R$ 20 bilhões e R$ 25 bilhões. “Cada vez mais queremos criar novas soluções para inovar o mercado como um todo. Historicamente os produtos de antecipação de agenda de cartões estavam muito concentrados nas grandes credenciadoras, mas com nossas soluções queremos incluir novos agentes financeiros e dar mais acesso a esse mercado”, ressalta Rebeca Ouro Preto, head de sales da Monkey.

A Monkey quer empoderar os micros e pequenos estabelecimentos com taxas mais competitivas e maior oferta no fluxo de recebimentos. A parceria com a Suzano tem um potencial de antecipar de R$ 300 milhões a R$ 400 milhões por mês, mas a ideia é que essa base cresça ainda mais.

pube