pube
Cafeicultura

Produção de café conilon deve chegar a 11,14 milhões de sacas no Espírito Santo

por Gerência de imprensa Conab

em 23/09/2021 às 9h16

2 min de leitura

O Espírito Santo deve produzir este ano mais de 14,12 milhões de sacas de café. O Estado é o segundo maior produtor de café do Brasil, atrás somente de Minas Gerais. Os dados foram divulgados nesta semana pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), durante o 3º Levantamento da Safra de Café 2021.

pube

Com relação apenas ao tipo conilon, a produção estimada de 11,14 milhões de sacas coloca o Estado como o maior produtor nacional e segundo maior em nível mundial. Essa quantidade representa um crescimento de 21,2% em relação ao produzido na safra capixaba de 2020 e deve-se às boas condições climáticas, ao menor efeito da bienalidade negativa sentida sobre o café conilon em comparação com o arábica e ainda aos investimentos em tecnologia feitos pelo produtor, auxiliando no ganho de produtividade, que nessa temporada alcançou uma média de 44,8 scs/ha. O café conilon já foi totalmente colhido.

Para o café arábica, o previsto é a produção de 2,986 milhões de sacas, o que corresponde a uma queda de 37,3% em relação à safra passada. Isto se deve pelo fato deste ser um ano de bienalidade negativa e também ao fator climático, onde faltou chuva no período de enchimento do grão, entre os meses de janeiro e fevereiro deste ano. Este café já teve 96% de sua área colhida, ficando somente as regiões com maior altitude onde o café chega mais tarde, o que será contabilizado no 4º levantamento da safra.

O café está presente em praticamente todos os municípios capixabas e é responsável por uma grande parte do PIB agrícola, distribuindo renda ao homem do campo.

pube