pube
Workshop

Aquicultura: Workshop tilápia sul é realizado em Castelo

por Redação Conexão Safra

em 17/08/2017 às 0h00

4 min de leitura

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) em parceria com diversas instituições, como o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Fundação de Desenvolvimento Agropecuário do Espírito Santo (Fundagres) e a Prefeitura de Castelo, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, realizou no município de Castelo o Workshop Tilápia Sul que discutiu a produção de tilápias no Espírito Santo, bem como as tecnologias sustentáveis de produção e as perspectivas do setor.


O evento contou com a participação de mais de 230 pessoas. Com palestrantes de renome nacional, como o zootecnista diretor da Associação Brasileira dos Criadores de Organismos Aquáticos (Abracoa), Manuel Braz, que debateu temas como o cultivo sustentável de tilápia e sistema de aquaponia. “Apresentamos ferramentas para redução do custo de produção e sistemas amigáveis com o meio ambiente. É possível produzir um pescado mais barato sem agredir o meio ambiente e com isso nós melhoramos a rentabilidade do produtor e facilitamos a parte de licenciamento ambiental ”, ressaltou Manuel Braz.


pube

Para a coordenadora do Programa Especial de Aquicultura e Pesca do Incaper, Lucimary Ferri, o wokshop traz temas atuais para o Espírito Santo. “O workshop é o primeiro de um ciclo de cinco eventos nesta área e o objetivo foi levar ao produtor informações relacionadas as perspectivas e técnicas para melhorar a produtividade. Esperamos dar uma oxigenada na aquicultura, porque é uma atividade muito promissora no Estado e temos condições favoráveis como o clima, mercado, posição geográfica estratégica e o principal: produtores interessados no ramo. Em Muniz Freire tem uma cooperativa de beneficiamento e o sistema mais característico é o de viveiro escavado ao contrário do Norte que tem mais tanques redes e empresas particulares que beneficiam o pescado ”, ressaltou Lucimary.


O Incaper desenvolve vários trabalhos com as comunidades produtoras, por meio de ações de pesquisa, assistência técnica e extensão rural. O Instituto também busca a adequação técnica das estruturas de cultivo, de forma a potencializar a capacidade de produção, e promove a capacitação técnica das famílias produtoras para uma produção mais técnica para manipulação do pescado e gestão dos empreendimentos. O Incaper também apoia a comercialização do produto final e a organização dos produtores, visando sempre a prática de uma aquicultura sustentável, que promova a geração e a diversificação da renda familiar das comunidades.


“A aquicultura e pesca está em crescimento no Espírito Santo e o wokshop é um grande momento para debater os desafios e oportunidades para o setor. A tilápia é um grande diferencial no Sul do Estado com um cultivo pulverizado””, disse o diretor-técnico do Incaper, Mauro Rossoni Junior.

Artigos Relacionados


Para a gerente da Fundação de Desenvolvimento Agropecuário do Espírito Santo (Fundagres), Jussara Heringer, o papel da fundação é dar apoio ao desenvolvimento agropecuário do Espírito Santo. “Especificamente nos workshops a fundação pega a idealização da parte técnica do Incaper e viabiliza buscado a captação de recursos no setor privado para que toda infraestrutura seja desenvolvida ”, disse Jussara.


Outros eventos

Outras regiões do Estado também serão contempladas com eventos semelhantes: o Workshop Tilápia Norte será realizado no dia 24 de agosto, em Linhares. Haverá também discussões a respeito da produção de rãs no Estado no município da Serra, no dia 28 de setembro. O curso sobre doenças de Tilápias será realizado nos dias 16 e 17 de outubro, em Linhares. Serão feitos ainda debates a respeito de carcinicultura, em Colatina, no dia 31 de outubro, e um Seminário de Maricultura, em Piúma, no dia 23 de novembro.


Fonte: Incaper

pube