Turismo

Pancas, no Noroeste do ES, constrói a maior tirolesa do Brasil

por Rosimeri Ronquetti

em 12/03/2023 às 8h14

3 min de leitura

Pancas, no Noroeste do ES, constrói a maior tirolesa do Brasil

*Fotos: Divulgação

Localizada nos Pontões Capixabas, Pancas, no Noroeste do Estado, é conhecida nacionalmente pelo potencial para o turismo de aventura e esportes radicais e por suas belezas naturais. Agora será também a cidade com a maior tirolesa do Brasil. Com dois percursos, o primeiro com 2.080m e o segundo 850m, a tirolesa terá ao todo 2.930 metros. A maior tirolesa do país até então é a K-2000, localizada entre as cidades de Benedito Novo e Rodeio, em Santa Catarina, que possui 2.000 metros.

Em fase inicial de construção, a tirolesa sairá de uma pedra próxima ao Bairro Nilton Sá, terá uma chegada intermediária no bairro Nossa Senhora das Graças e o ponto final será no Parque de Exposições e Vaquejada “Oriente Zucchetto”. A previsão é que as obras sejam concluídas ainda neste ano.

O secretário de Turismo de Pancas, Leandro da Rocha Vieira, explica que o objetivo é abrir as portas para o turismo de aventura. “O que estamos fazendo é acordar o potencial turístico pouco explorado, até o momento adormecido no município, e transformar Pancas em um centro de turismo de aventura. Aumentando assim as oportunidades de emprego, desenvolver a hotelaria e gastronomia, aquecer o comércio e diversas outras vantagens”, destaca Vieira.

Além de fomentar o turismo de aventura, com várias atividades para públicos diversos, a construção da tirolesa também significa oportunidade de desenvolvimento para o setor de turismo rural. Aproximadamente 80 famílias dos Córregos Pratinha e do Gamba serão beneficiadas.

“Já estamos implantando nessas localidades o serviço de cama e café e restaurantes nas propriedades rurais. Nossa expectativa é desenvolver o turismo rural, gerando emprego e renda para essas famílias”, pontua Ester Miriam Gonçalves, secretária de Agricultura e Meio Ambiente de Pancas.

Ainda segundo a secretária, as duas comunidades têm associações de produtores rurais atuantes e o projeto vem sendo feito em parceria com as associações que desenvolvem trabalho de fomento do agroturismo por meio da produção de doces, massas, queijos, entre outros.

Construída por meio de convênio com o Governo do Estado e iniciativa privada nacional e estrangeira, a obra está orçada em R$ 1.848.278,29. Segundo o secretário de Turismo, esse valor é ainda maior se considerados os investimentos no entorno. “Está sendo realizado o calçamento da via de acesso (subida) para a tirolesa, praça com quiosque no local da chegada para um complexo turístico de alimentação e ainda todo o calçamento do entorno”.

Depois de pronta, a tirolesa será aberta em modelo de concessão para a administração do local.

Clique aqui e receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro do que acontece no agronegócio!