pube
Meio Ambiente

Fórum Capixaba de Comitês de Bacias Hidrográficas terá Câmara Técnica de Educação Ambiental

por Assessoria de Imprensa

em 03/05/2022 às 20h06

2 min de leitura

Fórum Capixaba de Comitês de Bacias Hidrográficas terá Câmara Técnica de Educação Ambiental

Foto: Humberto Capai/Agerh/divulgação

Mais um passo foi dado no fortalecimento da Política Estadual de Educação Ambiental (PEEA). O Fórum Capixaba de Comitês de Bacias Hidrográficas passará a ter uma Câmara Técnica (CT) de Educação Ambiental. Além disso, os Comitês também vão passar a ter CTs com a temática. A proposta de fomento e criação das câmaras foi apresentada e deliberada na última semana, durante reunião extraordinária do fórum.

O trabalho de criação das CTs será feito com a Gerência de Educação Ambiental (GEA), do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), e com os técnicos da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh). Tanto Iema quanto Agerh compõe a Portaria Conjunta nº 003/2022, que trata do fortalecimento da Educação Ambiental e, além das duas autarquias, foi assinada também com Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama), Secretaria da Educação (Sedu) e Ministério Público do Espírito Santo (MPES).

pube

“Será criada a Câmara Técnica de Educação Ambiental dentro do Fórum e, a partir dela, serão criadas as câmaras nos comitês. Atualmente, por iniciativa própria, apenas três dos 14 comitês já têm a CT de Educação Ambiental”, explicou a gerente de Educação Ambiental do Iema, Anna Tristão.

Ela lembra ainda que há a proposta de fazer uma capacitação de Educação Ambiental nos Recursos Hídricos. “Combater o desperdício de água é dever de todos e a civilidade no uso da água é imprescindível, tanto no ambiente da nossa casa quanto nos demais espaços da vida e da produção”, ressaltou Anna Tristão.

Os Comitês de Bacias Hidrográficas são órgãos colegiados da gestão de recursos hídricos, com atribuições de caráter normativo, consultivo e deliberativo, e integram o Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos, com representantes do poder público, dos usuários de água e da sociedade civil organizada. São os gestores das bacias hidrográficas. Atualmente, o Estado do Espírito Santo conta com 14 comitês.