Geral

Governo estima investir R$ 6 milhões em assentamentos rurais

Os recursos para a composição do novo Fundo serão provenientes do Governo do Estado, do BNDES e de outras fontes de captações

por Redação Conexão Safra

em 04/11/2013 às 0h00

3 min de leitura

O Governo do Espírito Santo e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) iniciaram os trabalhos para a criação de um Fundo para direcionar recursos financeiros, não reembolsáveis, destinados à realização de investimentos para melhoria da infraestrutura, agroindustrialização e beneficiamento de produtos agropecuários nos assentamentos rurais capixabas.

A estimativa inicial é dobrar o valor de aproximadamente R$ 3 milhões, investidos em 2013 pela Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) para financiar projetos que promovam a revitalização e a geração de renda. O acesso será por meio de Chamadas Públicas.

pube

“Temos metas definidas e claras no Governo que são direcionadas para ampliar os investimentos aos grupos mais necessitados, promovendo a inclusão e gerando mais oportunidades ”, destaca o secretário de Estado da Seag, Enio Bergoli.

Os recursos para a composição do novo Fundo serão provenientes do Governo do Estado, do BNDES e de outras fontes de captações. A meta é que no primeiro semestre de 2014 as primeiras chamadas sejam publicadas para que os assentamentos apresentem projetos. “Vamos adotar o modelo das Chamadas Públicas para ampliar a democratização ao acesso dos recursos e priorizar o mérito técnico das propostas ”, acrescenta o secretário Enio Bergoli.

“Temos ações com amplo trabalho social em todo o Brasil e um interesse claro de garantir novas ações aqui no Espírito Santo ”, ressalta o superintendente de Área Agropecuária e de Inclusão Social BNDES, Marcelo Porteiro.

A novidade foi apresentada a representantes dos movimentos de Pequenos Agricultores (MPA) e dos Sem Terra (MST). “Estamos confiantes que esse novo modelo possa começar a operar o quanto antes. Diminuindo as burocracias e vendo o empenho dos técnicos aqui reunidos, em breve vamos ter ampliadas as oportunidades para o trabalho diário no campo ”, destaca o assentado da região do distrito de Nestor Gomes, em São Mateus, Joãozinho de Souza, que trabalha com as culturas de café e pimenta-do-reino.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), o Espírito Santo possui 90 assentamentos rurais (consolidados ou em estruturação). Somados, são aproximadamente 4.200 famílias vivendo principalmente da agropecuária nesses ambientes. Além disso, também poderão se beneficiar do novo Fundo os agricultores inclusos via os programas de Crédito Fundiário e Banco da Terra, que aqui no Estado formam um público de aproximadamente 3.300 pessoas.


Fonte: Seag

pube