Felipe Masid

Colunista Conexão Safra.

MAIS CONTEÚDOS
Geral

Delícias Artesanais do Rio de Janeiro

A Produção Artesanal de conservas, compotas e geleias!

por Felipe Masid

em 09/02/2024 às 11h52

5 min de leitura

Delícias Artesanais do Rio de Janeiro

No Estado do Rio de Janeiro, uma tradição saborosa da culinária que atravessa gerações há centenas de anos vem da produção artesanal de conservas, compotas e geleias. Essas iguarias não apenas encantam os paladares mais exigentes, mas também contam a história de uma herança culinária rica e diversificada, misturando nacionalidades, temperos conhecidos, temperos exóticos, uma verdadeira combinação de especiarias para dar sabor a pães e torradas, acompanhadas com vinho ou cerveja.

A produção de conservas e doces artesanais no Rio de Janeiro remonta às décadas passadas, quando donas de casa habilidosas transformavam frutas frescas e colheitas sazonais em preciosidades que podiam ser desfrutadas por tempo mais longo, um verdadeiro aproveitamento de alimentos. Além das frutas, vegetais frescos, como pimentões, pepinos, berinjelas, abobrinhas e cenouras são transformados em conservas saborosas que complementam pratos locais. Essa arte de preservar alimentos não apenas aumenta a durabilidade, mas também cria um universo de sabores que podem ser apreciados ao longo do ano, tradição meticulosa que foi passada de geração em geração e aprimorado com a exploração de combinações que resultam numa marcante e diferenciada mistura de sabores.

Muitos produtores artesanais adotam práticas sustentáveis em suas áreas de produção. O uso de frutas locais e sazonais não apenas garante o frescor dos produtos, mas também apoia os agricultores locais. Além disso, o foco na produção artesanal muitas vezes significa que os produtos são feitos em lotes pequenos, priorizando a qualidade sobre a quantidade.

Uma outra característica marcante dos produtos artesanais do nosso Estado é a incorporação dos sabores tropicais da região. Além de morango e jaboticaba, frutas como maracujá, goiaba, caju e abacaxi são transformadas em compotas vibrantes e geleias que capturam a essência do clima tropical, ressaltando uma diversidade de sabores também nos doces.

Como caso de sucesso, cito a Arte em Conservas, uma agroindústria familiar totalmente legalizada situada na região de Petrópolis, das queridas Cristina Salles e Flávia Guedes, que produzem compotas, conservas e geleias maravilhosas desde 2011, cujos insumos – legumes, vegetais, ervas e outras especiarias – são produzidos de forma orgânica e sustentável na chácara, ou adquiridos de produtores orgânicos familiares, que funcionam como parceiros locais.

Suas conservas e compotas não levam conservantes, sendo elaboradas com produtos selecionados, frescos, de altíssima qualidade, produzidas em pequenos lotes, com azeite de oliva português, castanhas, nozes e especiarias. As geleias também são produzidas com frutas cultivadas na propriedade, sendo possível encontrar todos os tipos de laranjas, tangerina, três tipos de limões, jabuticaba, banana, ou outras frutas adquiridas de produtores locais, como os famosos morangos produzidos em estufas de cultivo protegido na Região Serrana fluminense.

As sócias foram vencedoras do concurso “As 7 Maravilhas Gastronômicas do Estado do Rio de Janeiro” que elegeu marcas registradas da culinária fluminense, partindo de uma lista de 40 itens selecionados pelo curador e coordenador do projeto, o jornalista e escritor Chico Junior. Além disso, são Selo Ouro da Agricultura Familiar e têm o reconhecimento de vários chefs renomados da culinária fluminense. Atualmente, produzem de forma artesanal e familiar, entre 700 e 1.000 potes por mês.

Os produtos podem ser encontrados no ponto de venda no Box 08 do Hortomercado de Itaipava, em diversos revendedores na cidade do Rio de Janeiro, além de estarem presentes em diversas feirinhas e grandes eventos gastronômicos que fazem parte da agenda de eventos oficial da cidade. Também possuem um bistrô bastante acolhedor, construído na propriedade, situada na Rua 05, n° 18 no Bairro de Videiras, Petrópolis.

Em geral, existem centenas de pequenas agroindústrias produzindo essas delícias artesanais no Rio de Janeiro, que encontramos em diversas feiras locais, onde produtores dedicados exibem orgulhosos seus produtos feitos com amor e cuidado. Além disso, muitos empórios gourmet da cidade oferecem uma seleção exclusiva desses produtos, proporcionando aos apreciadores uma experiência única de sabores.

A produção de conservas, compotas, geleias e doces artesanais no Rio de Janeiro é mais do que uma tradição culinária; é uma celebração de sabores locais, práticas sustentáveis e habilidades transmitidas de geração em geração. Cada frasco conta uma história única, preservando a riqueza dos ingredientes tropicais e destacando a diversidade culinária desta cidade encantadora, cujas tradições que fazem do Rio de Janeiro um verdadeiro paraíso gastronômico. Aos novos empreendedores e empreendedoras, fica a mensagem de que esse nicho de mercado traz oportunidades na produção, na revenda ou até na utilização de produtos exclusivos para enriquecer seu cardápio.

Felipe Marinho Masid, Especialista em Gestão de Agronegócios pela UFRRJ
Administrador de Empresas, Gestor de Projetos, Gestor Público – Diretor Geral de Administração e Finanças da SEPLAG. Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão.

Clique aqui e receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro do que acontece no agronegócio!