Geral

Conheça o sapinho de Guarapari em extinção e a planta da Região Serrana que é alvo de tráfico internacional

por Redação Conexão Safra

em 24/11/2021 às 19h07

2 min de leitura

Conheça o sapinho de Guarapari em extinção e a planta da Região Serrana que é alvo de tráfico internacional

Foto: Polícia Federal/divulgação

O Espírito Santo é único e sua biodiversidade também. Duas reportagens da BBC Brasil mostram que espécies de animais e plantas que só existem por aqui estão em vias de extinção e pouco são vistas na natureza. O primeiro, batizado de Sapinho-de-restinga, só pode ser encontrado em Guarapari. O anfíbio, que mede menos de dois centímetros, foi descoberto em 2006 pelo biólogo Pedro Peloso.

À BBC, Peloso disse que o melanophryniscus setiba (nome científico do sapinho que já sugere a localidade onde ele é encontrado) está ameaçado de extinção desde 2014. Ele é achado em apenas um ambiente, cercado pela zona urbana e, qualquer descuido, como um incêndio, pode dizimar a espécie.

pube

Uma outra espécie nativa de terras capixabas também ganhou os holofotes. A planta nativa da Região Serrana do Estado, batizada como Philodendron spiritus sancti também já é pouco encontrada em seu solo original. Dados do Centro Nacional de Conservação da Flora indicam que a quantidade de indivíduos dessa espécie na natureza é muito baixa e plantas jovens são difíceis de serem encontradas.

Isso porque, sugere a BBC, há um crescente interesse no cultivo de plantas ornamentais dentro de casa. Na prática, colecionadores e vendedores comercializam esses espécimes por valores que chegam aos R$ 150 mil.

E é ainda mais grave, segundo a reportagem da BBC, já que na última vez em que pesquisadores procuraram a planta capixaba em seu chão nativo, em 2000, não acharam nada. E isso nem mesmo nos locais onde ela havia sido vista em 1974 e 1986.

Tráfico de plantas

Para dar uma ideia do tamanho do problema, em abril deste ano o Ibama e a Delegacia da Polícia Federal de Corumbá fizeram uma ação para deter um suspeito de tráfico internacional da planta. O suspeito saiu do Aeroporto de Vitória e chegou ao Aeroporto Internacional de Rio Branco. Ao desembarcar, o passageiro foi abordado e teve sua bagagem vistoriada pela Polícia Federal, que encontrou as plantas.

A espécie dos exemplares apreendidos foi identificada justamente como Philodendron spiritus sancti. Sendo raro, esse tipo de filodendron tem sido procurado por muitos colecionadores de plantas ornamentais. A escassez de indivíduos, aliado a seu alto valor agregado e à coleta indiscriminada na natureza, podem contribuir diretamente para a sua extinção em ambiente natural.

pube