pube
Geral

Começa a campanha de vacinação contra brucelose em Itapemirim

A prefeitura está disponibilizando três vacinadores para atender toda a demanda

por Redação Conexão Safra

em 31/10/2013 às 0h00

2 min de leitura

A Prefeitura de Itapemirim começou, nesta semana, em Vargem Grande, na propriedade do morador Geraldo Leal, a campanha de vacinação contra brucelose, em bezerras de três a oito meses.

A campanha é uma parceria da Federação da Agricultura do Estado do Espírito Santo e do Sindicato Rural de Itapemirim com a Prefeitura Municipal de Itapemirim e, segundo o secretário de Agricultura, Luciano Henriques, irá atender todo o produtor rural.

“O nosso objetivo é atender todos os produtores de Itapemirim, tanto os de leite quanto os de corte. Antes, era cobrado de R$ 5,00 a R$ 7,00, agora, todas serão vacinadas de graça, bastam estar dentro da idade estipulada ”, afirmou.

pube

De acordo com o prefeito, a agricultura está se desenvolvendo muito rápido e isso é fruto de um excelente trabalho em equipe. “Tudo que o secretário Luciano Henriques me pede, eu tento fazer acontecer, pois sei que ele quer o melhor para os produtores. Estamos trabalhando com ótimos profissionais e essa campanha de vacinação é muito importante para o gado de todos ”, explicou Dr. Luciano de Paiva.

“As reuniões com os produtores são de total importância para nós. Só assim vão conseguir descobrir as reais necessidades do produtor rural. Dr. Luciano está de parabéns por se preocupar com a gente ”, diz o produtor Geraldo Leal.

A prefeitura está disponibilizando três vacinadores para atender toda a demanda. Quem estiver interessado deve procurar a Secretaria Municipal de Agricultura, na sede, fazer um requerimento e agendar o dia para a vacinação.


Entenda a doença:


A brucelose é uma doença grave causada pela bactéria Brucella sp que ataca bovinos, suínos, equinos, caprinos, ovinos e pode ser transmitida ao homem.

Os sintomas da brucelose bovina são: retenção de placenta (após dar cria, o animal continua com a placenta colocada, provocando infecção), aborto (geralmente entre o 7º e 9º mês de gestação), artrite (juntas inchadas), orquite (bolsa escrotal inchada).


Fonte: Prefeitura de Itapemirim

pube