pube
Floricultura

As rosas do deserto ganham as praias de Anchieta

por Comunicação da Prefeitura de Anchieta

em 07/10/2021 às 10h40

2 min de leitura

As flores encantam pelas formas e cores e o cultivo é uma excelente terapia, segundo especialistas. E foi assim na vida da veterinária Fernanda Mendes Castro, 33 anos. Sua paixão pelas rosas do deserto a fizeram se tornar uma cultivadora profissional. Há alguns meses, o hobby passou a ser uma terapia e fonte de renda para sua família, que reside de frente para o mar, em Parati, em Anchieta.

pube

Na chegada da residência, uma placa indica o nome do empreendimento, ‘De Raiz’ e os dogs sinalizam que o empreendimento é familiar. “A rotina dela mudou, pois há necessidade de tratos diários e muito carinho com as plantas”, conta Castro. São dezenas de matrizes com as mais diversas cores, utilizadas para produzir novas plantas por meio de sementes, estacas ou enxerto. Mudas e plantas já formadas, florindo, são comercializadas pela empreendedora. Os valores variam entre R$ 10 e 100.

Segundo Fernanda, foi no início da pandemia, em 2020, que a ideia de cultivar as flores para comercialização aflorou. De lá para cá, ela investiu na compra de potes, adubos e todo material necessário. Com ajuda da filha, Alice, de 11 anos, criou um perfil no Instagram e por lá dá dicas diárias para iniciantes e vende exemplares.

O filho mais novo, o Henrique, 05, também ajuda a mãe nas tarefas diárias. Fernanda ainda não sabe quantas cores cultiva, pois a cada nova semeadura, surgem novas cores. A veterinária fez cursos on-line, estudou sobre o manejo e aprende também na prática com ajuda de outros cultivadores por meio de grupos de mensagens instantâneas. “Eu acabei adquirindo depressão e as rosas que me ajudaram a superar. É uma real terapia, nunca precisei de medicação graças a elas”, conta Fernanda.

Quem tiver interesse de adquirir mudas ou plantas já formadas devem entrar em contato com ela por telefone ou pelo Instagram.

Contato: (28) 99886-2793 | Instagram: @deraiz

pube