pube
Cooperativismo

Veneza garante continuidade do Programa Leite Certo

por Redação Conexão Safra

em 29/01/2016 às 0h00

3 min de leitura

Veneza garante continuidade do Programa Leite Certo

pube
Após o Sebrae anunciar o corte de recursos financeiros destinados para custear consultorias técnicas para os cooperados no ano de 2016, a Veneza, juntamente com a Coopttec, técnicos e cooperados, estudou a melhor maneira para contornar a situação e continuar prestando a devida assistência técnica por meio do Programa Leite Certo aos 264 participantes do programa.

O Sebrae era o principal financiador do Programa e arcava com 80% do valor da consultoria, que era de R$ 580,00 mensais por produtor. Os outros 20% eram custeados pela Veneza e pelo próprio produtor.
Entre as medidas adotadas estão a diminuição do valor cobrado pela consultoria, que passou para R$ 390,00 por mês. Agora o pagamento deverá ser feito diretamente à Coopttec, mediante nota fiscal.

A Veneza também melhorou o valor da bonificação paga, com o intuito de aliviar o custo do cooperado. O produtor que atingir o nível 1, conforme os indicadores do programa, vai receber três centavos a mais pelo litro do leite. O cooperado que alcançar o nível 2 ganhará cinco centavos. Os que conseguirem o nível 3, receberão sete centavos a mais por litro de leite produzido.

Essa iniciativa foi adotada com o objetivo de ajudar o produtor, que agora passa a ter os seguintes valores cobrados pela consultoria técnica: os cooperados que produzem até 100 litros de leite por dia deverão arcar com R$ 78,00 mensais. Os que tiram de 101 a 200 litros em média diária, pagarão R$ 117,00. O produtor que estiver entre 201 e 400 litros de leite/dia, terá um custo de R$ 156,00. Quem produzir acima de 401 litros deverá arcar com R$ 195,00.

Segundo o Sr. Wellington Luiz Pompermayer, presidente da Coopttec e conselheiro de administração da OCB/ES “A continuidade do atendimento aos produtores através da parceria firmada diretamente entre VENEZA e COOPTTEC é primordial para não haver interrupção dos trabalhos planejados, principalmente, nesse momento de crise hídrica. Apesar das chuvas dos últimos dias, o momento ainda requer ações planejadas para que o produtor não sofra tanto com as variações climáticas. Parabenizamos a Diretoria da VENEZA que prontamente nos acionou e viabilizou o recurso para que pudéssemos manter os atendimentos ”.

A mudança agora só depende da homologação pelo Conselho de Administração da Veneza.

Cooperados que pretendem iniciar terão incentivos

O Sebrae anunciou que vai financiar 70% do valor da consultoria para 109 produtores que quiserem iniciar no Programa Leite Certo, que deverão ser assistidos por técnicos de uma outra empresa, a ENTECMA.
Esses iniciantes deverão ser enquadrados na primeira e segunda faixa de produtividade, ou seja, com produção de até 200 litros de leite em média por dia.

Fonte: OCB/ES

pube