pube
Cooperativismo

Fertilização In Vitro: nascem primeiras bezerras do projeto MaisGenétika da Veneza

por Redação Conexão Safra

em 01/06/2016 às 0h00

3 min de leitura

pube

Iniciado no mês de julho do ano passado, o programa MaisGenétika de Fertilização In Vitro (FIV) começa a dar os primeiros resultados com o nascimento das primeiras bezerras, e o que se nota nesses animais é o alto valor genético e características ideais para a produção de leite.


Na primeira rodada do projeto, 10 propriedades receberam os técnicos da In Vitro Brasil (empresa responsável pela idealização da FIV junto à Veneza), onde foram protocolados 271 animais e posteriormente realizada a transferência em 220 deles. Após 60 dias, a equipe retornou às propriedades para a realização do diagnóstico de sexagem que confirmaram prenhes em 101 animais, ou seja, 45,9% de sucesso. Desses, 92 foram fêmeas. Em uma propriedade específica, o índice chegou a 68% de prenhes confirmada.

De acordo com os próprios técnicos da In Vitro Brasil, se for levado em consideração a média nacional, que se aproxima de 40% de confirmação de prenhes, os cooperados da Veneza estão no caminho certo. O bom resultado obtido se dá graças às boas condições dos animais no momento da transferência e o comprometimento dos produtores e técnicos envolvidos no processo.

Segundo o vice-presidente da Veneza, Erik Zottele Pagung, um dos responsáveis pelo desenvolvimento do MaisGenétika, o resultado tem animado a equipe e produtores, que inclusive já estão procurando a Veneza para as próximas rodadas. “Com essa eficiência, outros cooperados já demostraram interesse em querer adiantar o processo de melhoramento genético, tão almejado, por meio dessa técnica ”, disse Pagung.

Para se ter ideia, com a Fertilização In Vitro, um processo que duraria quatro ou até mais gerações, em busca do melhoramento genético, pode ser antecipado em apenas uma gestação do animal.

Outras quatro rodadas aconteceram envolvendo 27 propriedades, onde foram protocolados 1204 animais. A previsão de parto varia conforme os dias em que foram feitas as transferências dos embriões.

Para levar essa novidade ao produtor, a Veneza firmou parceria com a empresa In Vitro Brasil, que atualmente é líder mundial em produção de embriões, atuando em 11 países e abrangendo 45% do mercado mundial.

Genética

A genética trabalhada nesse projeto é proveniente de vacas doadoras das melhores fazendas de rebanho leiteiro do país. Os óvulos coletados são fecundados com sêmen dos melhores touros da raça holandesa que apresentam provas positivas para leite e produção de embriões, o que gera animais meio sangue e três quartos, conforme a necessidade e interesse do produtor cooperado da Veneza.

pube