Artigo

O poder da Inteligência Artificial no agronegócio

O uso da tecnologia pelo setor ajuda a encontrar soluções inteligentes para aumentar sua produção

por Redação Conexão Safra

em 19/07/2023 às 8h51

3 min de leitura

O poder da Inteligência Artificial no agronegócio

*Foto Reprodução: Blog Conectar Agro

Um dos grandes pilares da economia brasileira é o agronegócio. Com participação, pois, de 24,8% no total do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro, o setor é um dos mais propulsores da economia do país.

Além disso, ele é responsável pela produção de alimentos, que é essencial e impacta de forma direta a qualidade de vida das pessoas. E, com o aumento constante da população mundial, a demanda por alimentos está cada vez maior.

De acordo com projeções da ONU (Organização das Nações Unidade), a população aumentará de 7,5 bilhões para 9,7 bilhões até 2050.

Ou seja, isso significa que o agronegócio precisa encontrar soluções inteligentes para aumentar sua produção, a fim de atender às necessidades da sociedade com mais urgência. Nesse sentido, o uso da tecnologia vem como ponto de apoio fundamental para a resolução desta demanda.

Ferramenta valiosa
A Inteligência Artificial (IA), por exemplo, pode ser uma ferramenta valiosa nesse processo. Pois permite que os agricultores maximizem a eficiência e a produtividade de suas atividades agrícolas.

Impactos
Dentro dessa perspectiva, apresentamos cinco possibilidades de impactos no uso da IA que ganham destaque, como veremos a seguir.

Extração de insights dos dados: com a coleta de dados sobre o clima, o solo, a produção e outras variáveis, os agricultores podem usar algoritmos de IA para identificar padrões e informações que os ajudem a tomar melhores e mais completas decisões. Por exemplo, a IA pode prever a produtividade das culturas com base nas condições climáticas e do solo, permitindo que os agricultores ajustem suas práticas de cultivo para maximizar os rendimentos.

Automação de processos agrícolas: os agricultores podem usar robôs equipados com IA para a colheita, reduzindo a necessidade de trabalho manual e aumentando a eficiência. Além disso, usa a tecnologia para gerenciar sistemas de irrigação. Ajustando automaticamente a quantidade de água fornecida com base nas necessidades das plantas e nas condições climáticas.
Monitoramento e controle da saúde da plantação: com câmeras e sensores equipados com IA, os agricultores podem, dessa forma, detectar doenças e pragas em estágios iniciais. E agir rapidamente para evitar perdas significativas.

Análise de imagens: nesse sentido, a Inteligência Artificial também pode ser usada para analisar imagens de satélite e identificar áreas de cultivo que estão sob estresse hídrico ou outras condições adversas. Permitindo que os agricultores respondam de forma proativa.

Promover mais sustentabilidade: em suma, com a análise de dados e a automação de processos, os agricultores podem reduzir o desperdício de água, fertilizantes e outros recursos, minimizando o impacto ambiental das atividades agrícolas. Ademais, a IA pode ser usada para identificar práticas agrícolas mais sustentáveis, permitindo que os profissionais adotem técnicas de cultivo que sejam mais amigáveis ao meio ambiente.

Inteligência Artificial
Em resumo, a IA tem um grande potencial para transformar o agronegócio, ajudando os agricultores a tomarem decisões mais completas. Além de melhorar a eficiência e a sustentabilidade das atividades e aumentar a produtividade.

À medida que a tecnologia evolui, podemos esperar que novas aplicações de IA surjam no setor, tornando-o mais resiliente e sustentável para o futuro.

Em conclusão, esse potencial já está sendo utilizado por diversos produtores e é uma tendência impossível de ser ignorada. (*Texto de Bárbara Fraga, reproduzido do “Hub do Café”, no site da Cooxupé)

Clique aqui e receba as principais notícias do dia no seu WhatsApp e fique por dentro do que acontece no agronegócio!