pube
Agroturismo

Proposta cria a Rota da Serra das Torres no Sul do Espírito Santo

A justificativa da proposta ainda detalha outros aspectos da região, como seu caráter rural e economia baseada na produção de café

por Assessoria de imprensa Ales

em 18/06/2021 às 9h27

3 min de leitura

Monumento Natural Estadual Serra das Torres (Monast) é unidade de conservação da biodiversidade / Foto: Terence J. Nascentes/ Iema

Em breve o Espírito Santo poderá ganhar mais um roteiro de relevante interesse turístico e cultural, a Rota da Serra das Torres, que compreende os municípios de Muqui, Mimoso do Sul e Atílio Vivácqua. O Projeto de Lei (PL) 242/2021 foi protocolado na Assembleia Legislativa (Ales) pelo deputado Coronel Alexandre Quintino (PSL).

“O Monumento Natural Estadual Serra das Torres com seus 10.458,90 hectares é a maior Unidade de Conservação da categoria Proteção Integral criada pelo nosso Estado. Sua área foi reconhecida como prioritária para a conservação da biodiversidade no Estado (Decreto 2530-R/2010)”, explica o parlamentar na justificativa da matéria.

pube

Quintino pontua que o nome “Serra das Torres” é derivado do relevo montanhoso e escarpado, que pode atingir até 1.260 metros de altitude, com formação rochosa representada por pontões. Além disso, ressalta que a região possui uma grande variedade de espécies vegetais e animais – como aves, peixes, mamíferos, anfíbios e répteis – muitas delas ameaçadas de extinção.

A justificativa da proposta ainda detalha outros aspectos da região, como seu caráter rural e economia baseada na produção de café. Já no aspecto histórico-cultural destaque para casarios coloniais e festas tradicionais como do Boi-Pintadinho e Folia de Reis, principalmente, no município de Muqui. “O turismo está presente como alternativa de renda, apresentando como maior potencial o turismo rural, o cicloturismo, o ecoturismo e o turismo de aventuras”, ressalta o autor da iniciativa.

Rotas

Os parlamentares vêm apresentando no Legislativo estadual várias propostas de criação de rotas turísticas para o Espírito Santo. A finalidade é atrair visitantes para as cidades e gerar renda e emprego para os moradores das localidades. O tema, inclusive, foi abordado em matéria no site da Casa sobre diversas dessas proposições.

Tramitação

Lida no Expediente para simples despacho da última segunda-feira (14), a iniciativa foi encaminhada para as comissões de Justiça, Turismo e Finanças.

pube