pube
Giro pelo Mercado

Agronegócio capixaba fecha 2015 com ligeira alta nas exportações

por Redação Conexão Safra

em 25/01/2016 às 0h00

3 min de leitura

pube

Apesar dos impactos das crises hídrica e financeira vividas pelo Brasil, as exportações do agronegócio capixaba fecharam 2015 com uma pequena variação positiva em relação ao volume e aos valores exportados em 2014. A alta do dólar e o aumento dos preços médios internacionais de alguns produtos garantiram o desempenho satisfatório do setor. O valor e o volume exportados registraram acréscimos de 0,69% e 1,04%, respectivamente. De janeiro a dezembro, as exportações do agronegócio geraram uma receita de mais de US$ 1,98 bilhão. O valor equivale a 2,71 milhões de toneladas comercializadas para o exterior.

Os maiores destaques da pauta de exportações do agronegócio capixaba continuam sendo a celulose, o café, a pimenta-do-reino, a carne bovina in natura e a fruticultura, especialmente o mamão papaia. O preço médio internacional do quilo desses produtos caiu, com exceção da pimenta-do-reino e da celulose, mas a receita dos exportadores foi compensada pela valorização do dólar frente ao real.

Café
O preço do médio do café verde comercializado no mercado internacional caiu de US$ 2,22 em dezembro de 2014 para US$ 1,95 em dezembro de 2015. Com isso, apesar da alta do dólar, as exportações do produto, que é símbolo da agricultura capixaba, sofreram uma queda de 6,87% nos valores exportados: US$ 633,3 milhões em 2015 contra US$ 680 milhões em 2014. Já o volume comercializado registrou um aumento de 5,93%, passando de 306 mil toneladas em 2014 para 324 mil toneladas exportadas em 2015.

Celulose
A celulose permaneceu ocupando a liderança do ranking dos produtos mais exportados pelo Espírito Santo. O preço médio internacional da celulose praticamente se manteve estável ao longo de 2015 (subiu apenas US$ 0,2 no ano passado). Esse fator e a alta do dólar possibilitaram um aumento de 3,10% na receita cambial obtida com a exportação do produto. O valor exportado passou de US$ 1,056 bilhão em 2014 para US$ 1,089 bilhão no ano passado. Já o volume exportado se manteve praticamente o mesmo (2,335 bilhões de toneladas em 2014 contra 2,333 em 2015).

Pimenta-do-Reino
A pimenta-do-reino continuou sendo um dos principais destaques positivos da pauta de exportações capixabas. O produto seguiu aproveitando o bom momento do dólar e o aumento do preço médio internacional. Na contramão do que foi observado em outros produtos, a pimenta-do-reino registrou sucessivas altas no preço médio internacional (de US$ 8,24, em 2014, para US$ 9,13 o quilo, em 2015).

As exportações de pimenta-do-reino no ano passado geraram uma receita cambial de US$ 108 milhões, um expressivo aumento de 46,8% em relação ao valor exportado em 2014. O volume das exportações também cresceu significativamente: um aumento de 32,5%, com comercialização de 11,8 mil toneladas em 2015.

Confira, abaixo, os principais produtos de exportação do agronegócio capixaba:

Janeiro a Dezembro de 2015

PRODUTO US$ 1000 %
Celulose 1.089.103 55,1%
Café Verde 633.348 32%
Pimenta do Reino 108.091 5,5%
Carne Bovina In Natura 22.343 1,1%
Mamão Papaia 15.339 0,77%
Outros Produtos 112.731 5,6%
Fonte: Alice/MDIC e GIA/SEAG

Fonte: Incaper

pube