pube
Geral

Unidade demonstrativa de maracujá em Mucurici colhe os primeiros frutos

Com o objetivo de difundir técnicas...

por Redação Conexão Safra

em 10/09/2015 às 0h00

2 min de leitura

pube
Com o objetivo de difundir técnicas e conhecimentos produzidos pelos centros de pesquisa e incentivar atividades que se adaptem à realidade dos produtores, o Incaper implantou uma Unidade de Demonstração de maracujá, no Córrego do Limoeiro, em Mucurici, juntamente com a Secretaria Municipal de Agricultura. Para divulgar as potencialidades da região para a fruticultura e os conhecimentos sobre a cultura de maracujá, os escritórios locais do Incaper de Mucurici e Ponto Belo, em parceria com os produtores Ricardo Pina Azevedo e Manoel Jesus Silva, resolveram, há cerca de 6 meses, aproveitar a implantação de uma nova lavoura e implantar uma unidade demonstrativa de aproximadamente 1 hectare em um universo de 5 hectares plantados pelos produtores. A produção na área deu início por volta dos três meses e projeta-se um tempo de produção de, aproximadamente, um ano e meio a, no máximo, dois anos dependendo das avaliações. Cerca de 850 kg dos frutos produzidos na Unidade Demonstrativa e no restante da área plantada dos produtores serão destinados na forma in natura para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e cerca de 2.325 kg para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), o que totaliza cerca de 8% da produção de 1 hectare para o ano de 2015.

A maior parte da produção será destinada para a indústria de polpa de frutas e uma pequena parte para o comércio de cidades como Nanuque (MG), Montanha, Mucurici e Ponto Belo. Espera-se uma produtividade média da área de aproximadamente 35 a 40 t/ha/ano. Os frutos do maracujazeiro podem ser utilizados para
números fins, desde a utilização in natura para o preparo de sucos até o seu preparo na culinária como geleias, mousses bolos e a sua utilização na indústria farmacêutica e cosmética.


pube