pube
Geral

TV Globo: presidente da SNA pede punição para quem vende falsos orgânicos

por Redação Conexão Safra

em 05/02/2016 às 0h00

4 min de leitura

pube


Presidente da SNA, Antonio Alvarenga, durante entrevista ao programa Fantástico (Globo), neste domingo, 31 de janeiro. Foto: Reprodução TV Globo

O programa Fantástico (TV Globo) exibiu neste domingo, 31 de janeiro, uma reportagem especial sobre a comercialização de falsos alimentos orgânicos no mercado brasileiro, principalmente nas feiras que se dizem do gênero. Conduzida pela jornalista Kíria Meurer, do núcleo da RBS TV em Santa Catarina, afiliada da rede, o trabalho jornalístico investigativo envolveu profissionais da emissora catarinense, além de produtores, cinegrafistas e editores de outros Estados.

Foram feitos e divulgados nacionalmente diversos flagrantes de vendedores e até de produtores rurais, que garantiam que seus produtos eram orgânicos, mas não eram. Na verdade, após publicação de imagens de câmeras escondidas, eles foram vistos comprando produtos normais nas Ceasas (Centrais de Abastecimento) e repassando-os como sendo livres de defensivos agrícolas e/ou fertilizantes, ao consumidor final.

A reportagem flagrou tanto vendedores comprando itens convencionais nas Ceasas quanto agricultores, que até possuíam certificação de produção orgânica, mas misturavam orgânicos aos convencionais, para aumentar o volume a ser vendido nas feiras. Em outro caso, a venda de orgânicos era feita sem certificação alguma, na base da “confiança ” entre vendedor e cliente, o que é ilegal.

Ao Fantástico, o presidente da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), Antonio Alvarenga, criticou a ação de comerciantes fraudadores. “Eles estão atrás de um dinheiro fácil, porque um produto orgânico tem um preço, aproximadamente, 30% (em média) superior ao produto convencional. Estão vendendo, então, um produto falso e devem ser punidos com rigor ”, ressaltou.



FIQUE DE OLHO

“Para ser considerado orgânico, um produto não pode ter nem traço de agrotóxico ou fertilizante químico. O agricultor precisa respeitar o meio ambiente e pagar seus funcionários de forma justa. Mas existem aqueles que não fazem nada disto, mesmo assim, oferecem produtos como se fossem orgânicos ”, afirma reportagem publicada no site do Fantástico, em Globo.com.

“São picaretas que se aproveitam de um mercado que cresce mais de 20% ao ano e não é fiscalizado suficientemente. O Fantástico acompanhou durante meses alguns desses fraudadores e mostra como eles se aproveitam da boa fé dos consumidores para faturar muito ”, completa o texto escrito por jornalistas do programa.

Assista à reportagem na íntegra acessando http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2016/01/feirantes-vendem-produtos-com-agrotoxico-como-organicos.html



AÇÃO EFETIVA DA SNA

Ainda em entrevista ao Fantástico, Alvarenga afirmou que os produtores que comercializam falsos orgânicos devem ser punidos com rigor da lei e, além disto, defendeu o incremento da fiscalização pública.

A Sociedade Nacional de Agricultura, que iniciou uma campanha pela valorização da produção orgânica no País, também considera que os organizadores e responsáveis pelas feiras municipais, assim como as certificadoras, devem ficar mais atentos e descredenciar aqueles produtores que não cumprem com a legislação do setor.


Recentemente, a SNA, que mantém o Centro de Inteligência em Orgânicos (CI Orgânicos), publicou o Guia do Produtor Orgânico &ndash, Como Produzir Alimentos de Forma Ecológica, que está disponível online em http://ciorganicos.com.br/biblioteca/guia-do-produtor-organico. É uma forma de a entidade colaborar com os verdadeiros produtores rurais de alimentos orgânicos.



CURSOS DE EXTENSÃO

A Sociedade Nacional de Agricultura, por meio da Escola Wencesláo Bello, no bairro da Penha, Rio de Janeiro, ainda oferece cursos de extensão livre para quem deseja atuar ou aprimorar seus conhecimentos no segmento de orgânicos, tais como: “Boas Práticas na Manipulação de Produtos Orgânicos de Origem Vegetal ”, “Horticultura Orgânica &ndash, Básico ”, “Horticultura Orgânica &ndash, Produção e Utilização de Adubos ”, “Horticultura &ndash, Planejamento da Produção ”, “Noções Básicas Sobre Agricultura Orgânica ”. Para mais informações, acesse www.sna.agr.br, no link Educação/Cursos de Extensão.



Por equipe SNA/RJ com informações do
Fantástico/Globo.com

pube