pube
Geral

Programa de capacitação começa a ser implantado em cooperativas agropecuárias

por Redação Conexão Safra

em 25/01/2016 às 0h00

5 min de leitura

pube
Dirigentes e representantes de cooperativas agropecuárias capixabas participaram, na segunda-feira (25), em Vitória, do Seminário “Cenários e tendências: Mundo, Brasil e Espírito Santo ”. O evento marca a abertura do Programa de Gestão Avançada das Cooperativas Agropecuárias, o Progescoop, que tem o objetivo de capacitar as cooperativas com foco na melhoria de resultados e no aprimoramento da gestão cooperativista. O governador Paulo Hartung fez a abertura do evento.

Durante o encontro, que acontece durante todo o dia em um hotel de Vitória, os participantes participam de palestras com especialistas sobre as conjuntaras locais, nacionais e internacionais. O secretário de Desenvolvimento do Espírito Santo, José Eduardo de Azevedo falou, na parte da manhã, sobre os desafios e oportunidades do Estado para os próximos anos. O ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, falará no final da tarde sobre os cenários e as perspectivas do agronegócio.

O Progescoop é uma parceria entre o Governo do Estado, por meio Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), o Sindicato e Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado do Espírito Santo (OCB/ES) e a Fundação Dom Cabral, e vai permitir a implantação do Programa Parceiros para a Excelência (PAEX), desenvolvido pela FDC, em 10 cooperativas agropecuárias do Espírito Santo. O PAEX contempla a adoção de um modelo de gestão centrado na melhoria de resultados e no aumento de competitividade.

Mais de 40 mil produtores rurais, a maioria formada por agricultores familiares, serão beneficiados com o Progescoop, que tem duração de três anos. A expectativa é que o Progescoop contribua para a profissionalização das cooperativas, a partir da adoção de ferramentas de gestão modernas e avançadas, otimizando recursos e maximizando resultados para os seus cooperados.

Estão sendo investidos R$ 3,8 milhões, sendo que a Seag irá disponibilizar R$ 1,5 milhão e o restante será dividido entre as cooperativas participantes e a OCB/ES. A duração do programa é de 36 meses. Fazem parte do programa as cooperativas: Agrum Coop, Cacal, Clac, Cooabriel, Coocafé, Coopbac, Coopeavi, Selita, Veneza e Caf Sul.


Competitividade
O governador Paulo Hartung destacou que, historicamente, a agricultura cumpre uma função socioeconômica de extrema importância no Estado. “A agricultura é uma questão estratégica. Nos últimos anos diminuiu a influência no PIB [Produto Interno Bruto], mas no viés social se manteve importante. Defendemos e incentivamos a modernização e diversificação de nossa agricultura para evitar as instabilidades do mercado, porém o desafio é este que estamos tratando neste evento que é avançar na gestão ”, destacou.

Hartung disse ainda que acredita no cooperativismo como instrumento de desenvolvimento. “É um arranjo econômico importante e diferenciado que cresce em nosso Estado e, não tenho dúvidas que, se aliarmos a este processo ferramentas de gestão, planejamento e visão de formação de lideranças teremos condições para inovar, melhorar e avançar em todos os segmentos ”, completou.

Novo paradigma
O secretário de Estado da Agricultura, Octaciano Neto, ressaltou que o PAEX é o melhor programa de gestão empresarial do país. “Acreditamos que esse programa, que já foi testado e aprovado em mais de duas mil empresas, vai capacitar e qualificar as nossas cooperativas agropecuárias, que passarão a contar com o auxílio de modernas e eficazes ferramentas de gestão estratégica ”, ressaltou.

Octaciano Neto destacou que no mundo cada vez mais competitivo em que vivemos, as cooperativas precisam estar na vanguarda não apenas por uma questão de sobrevivência, mas para que possam avançar na busca de melhores resultados para seus cooperados. Ele pontuou também que a implantação do PAEX nas cooperativas agropecuárias capixabas representa uma mudança na sistemática de apoio do Governo ao setor.

“Estamos implantando uma nova política de apoio ao setor produtivo agropecuário, com a finalidade de adensar os arranjos produtivos e os polos de produção por meio da articulação com as agroindústrias, cooperativas e associações existentes. As ações são voltadas para ampliar a agregação de valor, a competitividade e a rentabilidade das atividades agropecuárias capixabas ”, ressaltou.

O presidente do Sistema OCB-SESCOOP/ES, Esthério Sebastião Colnago, destacou que a expectativa das cooperativas é muito positiva com relação à implantação do programa. “Estamos vivendo um novo momento. Teremos a oportunidade de melhorar ainda mais a nossa gestão e o nosso trabalho, além de oferecer a oportunidade de formação de novos quadros dirigentes. A cooperativa é uma empresa e precisa contar com o que há de melhor em termos de gestão para que possa se manter competitiva e gerando resultados para seus cooperados ”, afirmou.

Gestão Estratégica
A Fundação Dom Cabral é uma instituição autônoma e sem fins lucrativos que atua nas áreas de educação, capacitação e desenvolvimento de executivos, empresários e gestores públicos. A experiência do PAEX, possibilita que, a partir da criação de um ambiente integrado, as empresas em capacitação troquem experiências, discutam seus modelos de gestão e implementem, individualmente, as ferramentas gerenciais e estratégicas aplicadas a seu contexto.

Os principais resultados esperados são: redefinição da estratégia de gestão da empresa com base em um modelo integrado, definição de indicadores de performance da organização, acompanhamento periódico de metas, intercâmbio entre empresas para compartilhamento das melhores práticas de gestão, ampliação dos horizontes a partir do seu contato com a vanguarda da gestão empresarial, e melhoria nos resultados econômico-financeiros.


pube