pube
Geral

Programa ATG leva assistência técnica e gerencial à produção de café

392 propriedades no Sul do Espírito Santo já estão sendo assistidas

por Redação Conexão Safra

em 05/11/2015 às 0h00

3 min de leitura


Em funcionamento desde abril, o Programa AT G &ndash, Assistência Técnica e Gerencial tem correspondido às expectativas dos produtores rurais. O programa busca aumentar o número de propriedades rurais acompanhadas por técnicos e melhorar a competitividade. Hoje estão sendo assistidas 392 propriedades no Sul Capixaba.

Menos de 10% dos produtores rurais recebem assistência técnica de forma regular, segundo o Censo Agropecuário de 2006 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). São justamente índices assim que o AT G &ndash, Senar procura reverter e, de acordo com o cafeicultor e participante do projeto Ronaldo Silveira Ribeiro, é possível acreditar. “As minhas expectativas são as melhores possíveis. Espero aumentar a minha produtividade, no mínimo, para 80 sacas por ano/média ”, afirma.

No inicio do programa, a coordenadora no Estado, Cristiane Veronesi, destacou que o AT G se fazia importante por levar uma visão gerencial da propriedade ao produtor. Cristiane explica que isso resulta na melhoria e ampliação da produção do cidadão, alémde ser positivo também para a economia municipal. O produtor Ribeiro elogiou a iniciativa. “A ideia de criar o AT G foi ótima, nosso Estado é carente de assistência técnica e o programa tem muito a contribuir ”, disse.

Para qualificar o trabalho proposto pelo programa houve a seleção dos técnicos por meio de prova de conhecimento específico, avaliação psicológica, treinamento metodológico e tecnológico. A indicação dos profissionais ocorreu pela Federação da Agricultura e Pecuária do ES (Faes), Sindicatos Rurais e outras entidades parceiras.

O técnico Carlos Alexandre Pinheiro chama atenção para o papel que exerce no projeto. “Nossa missão é mais de aprender do que ensinar,
pois com o passar dos anos nossos produtores aprenderam a fazer a cafeicultura e torná- -la no que ela representa hoje. Nosso esforço é
contribuir para aperfeiçoar um modelo que já é vencedor ”, confessa.

Cristiane conta que o Programa tem alcançado os objetivos traçados no planejamento. “Com a assistência dada pelo Senar-ES (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do ES), os produtores de café do Sul do Estado estão vendo a importância que eles têm e a valorização do homem no campo que é o nosso principal objetivo ”, conclui.

O Programa

Expandir o número de propriedades com amparo de um especialista e, consequentemente, melhorar a competitividade das propriedades rurais. Estes são os principais objetivos do Programa AT G &ndash, Assistência Técnica e Gerencial, criado pela CNA e Senar Administração Central.

Voltado para as pessoas que trabalham e/ou vivem no campo, o AT G procura oferecer formação profissional de qualidade a essas pessoas. Além disso, o propósito é fazer com que elas tenham acesso a um modelo de assistência técnica ligada à consultoria gerencial, a fim de conquistar melhorias quantitativas na gestão das empresas do meio rural.

pube


pube