Geral

Linhares desenvolve ações de combate à clandestinidade de produtos de origem animal

O alinhamento de ações de combate ao comércio clandestino de produtos de origem animal em Linhares foi tema de reunião realizada na última sexta-feira (16), na Secretaria de Agricultura

por Assessoria de Comunicação Prefeitura de Linhares

em 19/07/2021 às 11h26

3 min de leitura

O alinhamento de ações de combate ao comércio clandestino de produtos de origem animal em Linhares foi tema de reunião realizada na última sexta-feira (16), na Secretaria de Agricultura. O encontro contou com a participação de representantes de diversos setores do poder público municipal e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf).

A coordenadora do Serviço de Inspeção Municipal (S.I.M), Luiza V. Forzza Miguel, pontuou que uma das ações do plano de trabalho do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar de Pequeno Porte (Susaf/ES) é o combate à clandestinidade e comercialização de produtos de forma irregular, além da conscientização dos proprietários das agroindústrias que ainda não estão regularizadas.

pube

“O objetivo do plano de ação é conscientizar a população sobre a importância do consumo de alimentos inspecionados, prezando a qualidade higiênico-sanitária. Além disso, buscamos incentivar a regularização dos estabelecimentos de produtos de origem animal e os comércios varejistas e de serviços de alimentação que ainda utilizam produtos de origem animal nos alimentos fornecidos ao consumidor”, pontuou a médica veterinária, Marcela Proença Durão.

Dentre as ações previstas no plano está o desenvolvimento de ações educativas e orientadoras para a população; Ações fiscalizatórias de estabelecimentos irregulares e atendimento a denúncias; Ações educativas e orientadoras nas escolas municipais; Além da organização de um grupo de trabalho formado pelo poder público, órgãos e entidades ligadas ao tema.

O secretário municipal de Agricultura de Linhares, Franco Fiorot, destacou que a clandestinidade é um desafio no âmbito nacional, em vários aspectos, e quando se fala em setor alimentício é um desafio ainda maior.

“Nos últimos quatro anos conseguimos dar passos importantes e, de forma integrada com nossos parceiros, avançamos de um para 10 o número de empreendimentos registrados no S.I.M, a partir da revisão de todas as leis de taxas, reforço dos trabalhos de orientação das equipes, e dois desses estabelecimentos, inclusive, já receberam o certificado de inclusão Susaf/ES. Com esse plano vamos dar novos rumos para segurança de alimentos fornecidos ao consumidor, de forma mais efetiva”, disse o secretário.

A reunião contou com a presença do secretário Municipal de Segurança Pública, Cel. Jones da Silva de Freitas Mattos; representantes da Guarda Municipal; do Serviço de Inspeção Municipal; Vigilância Sanitária; Departamento de Fiscalização e Posturas; Secretaria Municipal de Educação; e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf).

pube