pube
Geral

Governo lança o edital ‘+Pesquisa AgroCapixaba’

por Redação Conexão Safra

em 04/12/2015 às 0h00

4 min de leitura

pube
O Governo do Espírito Santo lançou, nesta quarta-feira (02), o edital “+Pesquisa AgroCapixaba ”, que visa a promoção da sustentabilidade das propriedades rurais para agregar valor aos produtos capixabas e cujos resultados das pesquisas sirvam de base para políticas públicas. O anúncio foi feito no Ifes de Colatina (Campus Itapina) e contou com a presença do governador Paulo Hartung e dos secretários de Estado da Agricultura, Aquicultura, Abastecimento e Pesca (Seag), Octaciano Neto, de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional (Secti), Guerino Balestrassi, e o diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo (Fapes), José Antonio Bof Buffon.

O edital tem a finalidade de apoiar o desenvolvimento de projetos de pesquisa científica e tecnológica e/ou de inovação, a serem desenvolvidas em rede em Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa, públicas ou privadas, localizadas no Espírito Santo, cujo resultado será base para a definição de políticas públicas. Os grupos de pesquisa serão integrados e atuarão sob a coordenação de pesquisadores capixabas.

Promover a sustentabilidade das propriedades rurais, agregando valor à produção agropecuária, e encontrar subsídios para a definição de políticas públicas em áreas consideradas prioritárias como a da fruticultura, cafeicultura, pecuária, olericultura (hortaliças), agroecologia e agricultura orgânica, além do manejo de água e solo, entre outras culturas, são os principais objetivos desse edital.

Desde o início do ano, a Seag tem dialogado com os professores e pesquisadores do Estado e, na visão do secretário Octaciano Neto, foi percebida a necessidade do investimento em Pesquisa. “”Esse edital é fruto do Plano de Desenvolvimento da Agricultura, o PEDEAG 3. Por meio dele, absorvemos as demandas das diversas cadeias produtivas e os gargalos enfrentados por produtores rurais, pesquisadores e outras classes. Vamos publicar já na próxima semana para adiantar o quanto antes esse processo. Essa assinatura é um exemplo, pois se trata de um recurso que terá o destino que o produtror rural decidiu, por entender a necessidade de avançarmos nesse setor””.


O governador Paulo Hartung reforçou a importância do Estado em ser competitivo no cenário nacional e internacional “”Precisamos de pesquisa e pesquisa de qualidade. A retomada da competitividade é fundamental para nosso Espírito Santo e Brasil. Através do edital poderemos dar base para nossos professores e pesquisadores, para que evoluam nas pesquisas. Assim como o café, que foi impulsionado na pesquisa de forma brilhante pelo Incaper ao longo dos 60 anos de existência. Nosso café é referência no mundo. Queremos uma pecuária forte, com o aumento de sua qualidade e produtividade. Vale para o setor dos grãos, o madeireiro e a agroecologia, Agroecologia é o futuro, muitas das grandes redes do mundo vendem apenas produtos sem agrotóxico. Devemos copiar os bons exemplos existentes no mundo e, por isso, esse investimento inédito do Estado, com recurso do Tesouro Estadua, vai proporcionar estrutura e ferramentas para uma boa qualidade do trabalho””.

José Antônio Bof Buffon, diretor-presidente da FAPES, ressaltou a iniciativa. “”Esse edital traz inovações e ambições para a pesquisa capixaba. Estamos sempre buscando inovar. Outro desafio são as criações de novos grupos de pesquisa e interiorização da mesma. Queremos compartilhar as pesquisas para que elas possam se difundir, pelas instituições públicas e privadas. Para isso trabalharemos em rede. O incentivo a novos pesquisadores é outro ponto. Nossos pesquisadores precisam ser motivados par alçar voos mais longos.

Para o pesquisador Lucio de Oliveira Arantes, pesquisador em genética e melhoramento no Incaper, o edital é o que precisamos para alavancar a pesquisa no Estado. “Esse edital, abordando as linhas de pesquisa aplicadas, tem tudo a ver com o nosso método de trabalho no Incaper. Esperamos ansiosos para iniciar os trabalhos e desenvolver estudos ”.

O edital

Na próxima semana deverá ser publicado, e ao todo, o investimento será de R$14 mi, oriundos do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia (FUNCITEC), sendo R$ 10 mi repassados pela Seag, através do Termo de Cooperação. Esse valor é o maior volume de recursos próprios destinados aos pesquisadores residentes no Estado.

Fonte: Seag

pube