pube
Geral

Governo lança edital para concluir obras da barragem de Pinheiros-Boa Esperança

Um antigo sonho dos moradores e produtores rurais dos municípios...

por Redação Conexão Safra

em 21/12/2015 às 0h00

4 min de leitura

pube
Um antigo sonho dos moradores e produtores rurais dos municípios de Pinheiros e Boa Esperança está prestes a ser concretizado. O Governo do Estado lança, nesta segunda-feira (21), o edital de licitação para a conclusão das obras da barragem de Pinheiros-Boa Esperança. A Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag) irá investir R$ 6,1 milhões nas obras de represamento. A solenidade de lançamento do edital será realizada às 14 horas, no Palácio Anchieta, em Vitória. A expectativa é que as obras comecem já no início de 2016.

A barragem de Pinheiros-Boa Esperança, no rio Itauninhas, será a maior do Espírito Santo. A implantação da barragem teve início em 2003. Inicialmente, as obras eram tocadas pela prefeitura de Pinheiros, em parceria com o Governo Federal. No entanto, ao longo dos anos, o projeto sofreu com inúmeras paralisações. Como forma de dar agilidade à conclusão da represa e aumentar a segurança hídrica em toda a região de abrangência da barragem, o Governo do Estado decidiu assumir a obra.

Recuperação de áreas de preservação

Com o fechamento da barragem de Pinheiros-Boa Esperança serão inundados cerca de 270 hectares em uma extensão de aproximadamente 10 quilômetros. A capacidade de armazenamento da barragem será de 17 bilhões de litros de água, quantidade suficiente para abastecer uma população de 310 mil habitantes por um período de um ano. Para se ter ideia da dimensão da represa, o entorno da barragem terá quase 31 quilômetros de extensão.
A barragem, de uso múltiplo (irrigação, consumo e lazer), vai beneficiar diretamente os moradores e produtores rurais dos municípios de Pinheiros e Boa Esperança, garantindo maior segurança hídrica para as atividades produtivas, além de representar um atrativo turístico para a região.

As obras de conclusão da represa de Pinheiros-Boa Esperança consistem no fechamento da barragem, na delimitação e recuperação das áreas de preservação permanente e na limpeza e preparação da área que será alagada. Serão reflorestados aproximadamente 100 hectares no entorno da barragem, cumprindo a exigência legal de manter como Área de Preservação Ambiental (APP) uma faixa de 30 metros a partir da margem da represa.
As APPs se destinam a proteger solos e, principalmente, as matas ciliares. Este tipo de vegetação cumpre a função de proteger os rios e reservatórios de assoreamentos, evitar transformações negativas nos leitos, garantir o abastecimento dos lençóis freáticos e a preservação da vida aquática.

Mais barragens

Recentemente, o governador Paulo Hartung e o secretário de Estado da Agricultura, Aquicultura, Abastecimento e Pesca, Octaciano Neto, anunciaram a construção de outras 31 barragens para o armazenamento de água no interior do Estado, totalizando 32 barragens. Elas terão capacidade para armazenar 19,5 bilhões de litros de água, volume que pode abastecer uma população de até 360 mil pessoas por um período de um ano.

Os novos reservatórios irão aumentar a segurança hídrica de várias regiões capixabas que estão sofrendo os reflexos da mais grave crise hídrica já registrada no Estado. As barragens a serem construídas poderão ser usadas para várias finalidades, como abastecimento humano, irrigação e dessedentação animal.

No início do mês, o Governo do Estado lançou cinco editais de licitação para construir 26 barragens em 11 assentamentos de reforma agrária no Norte do Estado. Os reservatórios, com capacidade para armazenar 1,5 bilhão de litros de água, representam um investimento de mais de R$ 8,8 milhões.

Serviço:

Lançamento do Edital para a conclusão da barragem de Pinheiros-Boa Esperança
Quando: Segunda, 21 de dezembro
Horário: 14 horas
Local: Palácio Anchieta

Informações à Imprensa:
Gerência de Comunicação Social da Seag
Daniel Simões
(27) 98849-9814 / (27) 3636-3700
(27) 3636-3651

pube