Geral

Foco na avicultura: produtores de Marechal Floriano e Domingos Martins buscam regularização ambiental

por Redação Conexão Safra

em 23/03/2016 às 0h00

3 min de leitura

pube

Uma equipe do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) está reunida, nesta terça-feira (22), com produtores e consultores de estabelecimentos avícolas de Marechal Floriano e Domingos Martins para orientar sobre as exigências para regularização ambiental de granjas comerciais.

A ação, realizada em parceria com a Associação dos Avicultores do Estado do Espírito Santo (Aves), reuniu cerca de 50 participantes pela manhã e a expectativa é que sejam atendidos mais 50 no período da tarde.

Segundo o chefe do Escritório Regional do Idaf em Cariacica, Carlos Nogueras Martins, os produtores e consultores estão recebendo esclarecimentos sobre os processos para licenciamento ambiental das granjas. “Existem muitas dúvidas sobre quais são as adequações necessárias, prazos, documentos, entre outros questionamentos. Por isso, o Idaf organizou essa força-tarefa com vários profissionais para que essas pessoas possam ser devidamente instruídas. No segundo semestre, estenderemos a iniciativa para o município de Santa Maria de Jetibá ”, disse.

De acordo com o tecnólogo em saneamento ambiental do Idaf, Gabriel Hector Fontana, que também participa da ação, o licenciamento é essencial para o funcionamento das granjas. “É imprescindível que haja uma estrutura apropriada para evitar danos ao meio ambiente. O manejo inadequado de resíduos, por exemplo, pode impactar a água e o solo, além de atrair moscas, gerando incômodos à população do entorno. A regularização das propriedades, além de deixar o produtor em dia com suas obrigações legais, ainda o torna apto ao acesso a financiamentos bancários, entre outros benefícios ”, explica Fontana.

As licenças ambientais obtidas junto ao Idaf usualmente têm prazo de validade de quatro anos. Com 120 dias antes do vencimento, os responsáveis devem solicitar a renovação junto ao Instituto.

Registro de granjas

Além do licenciamento, também é preciso que seja feito o registro dos estabelecimentos avícolas comerciais junto ao órgão de defesa sanitária animal que, no Espírito Santo, é o Idaf. Essa é uma exigência do Ministério da Agricultura e o procedimento é importante para garantir que sejam adotadas medidas de controle que visem à preservação da saúde do plantel.

Avicultura no ES

A avicultura desempenha um importante papel socioeconômico no Espírito Santo. Atualmente, existem 154 produtores na postura comercial, 44 de frango de corte, 16 de codorna, 09 abatedouros e 03 incubatórios.

Fonte: Idaf

pube