pube
Geral

Ceasa participa da 22ª Hortitec em Holambra (SP)

Uma comitiva de agricultores e floricultores...

por Redação Conexão Safra

em 28/08/2015 às 0h00

3 min de leitura

pube
Uma comitiva de agricultores e floricultores do Espírito Santo seguiu rumo ao interior de São Paulo para participar de uma “missão técnica ”. Ao todo, 32 produtores viajaram na segunda-feira (15) e retornam neste domingo (21). A
convite do Sebrae-ES, acompanhados de um técnico da Ceasa-ES, eles participaram de visitas técnicas à propriedades rurais paulistas. Na programação da 22ª Hortitec, – Exposição Técnica de Horticultura, Cultivo Protegido e Culturas Intensivas (feira das flores),
visitas técnicas a propriedades rurais, empresas relacionadas à cadeia produtiva e palestras com especialistas. Passaram por Mogi Mirim, Santo Antônio da Posse e Campinas, onde puderam conhecer a unidade da Ceasa.

Produtores de Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, Domingos Martins, Vila Pavão, Nova Venécia e Guaçuí tiveram a oportunidade de vivenciar a rotina de uma região que é referência em flores. “Fizemos contatos, conhecemos pessoas da área, as empresas e as tendências de mercado. Está sendo produtivo para nós. Ter a chance de ver de perto e confirmar tudo o que já sabíamos. Vimos novas plantas, espécies de flores e folhagens que estão saindo no mercado, enfim, uma atualização de mercado completa ”, define Helio Pena, que é professor e produtor de flores como ráfia, cróton,

O gerente técnico da Ceasa Marcos Antônio Magnago acompanhou a visita e fez a ponte entre os produtores paulista e capixabas, visando ao aprendizado. “É um espaço que reúne vários segmentos, no nosso caso, também os hortigranjeiros. Tivemos a oportunidade de aprender mais sobre sistemas de pós-colheita, novos modelos de embalagem, desenvolvimento de sementes mais resistentes à pragas e doenças. Também é importante ressaltar o aprendizado no sentido da comercialização, novas ações que também pudemos aprender ”, enfatiza Magnago.

Tiago Henrique Galdino é presidente da Florest, uma associação de produtores de flores e plantas ornamentais de Santa Teresa e ficou impressionado com a estrutura que viu. “Também sou produtor. Foi motivador ver e entender toda a metodologia de trabalho. É um modelo que temos que seguir e vamos trabalhar para isso. Ficamos em contato com gente de fora do país, pudemos ouvir pessoas da Holanda, uma das referências em comercialização de flores no mundo ”, disse empolgado Galdino.

Produção inteligente e otimização do espaço foi um dos focos buscado nas visitas e palestras. O responsável pela parte técnica e agendamento do roteiro foi o consultor e designer em arte floral pelo Sebrae, Jab Pasollini. “No caso dos produtores capixabas, por produzirem em escala menor comparando aos do interior paulista, agendei visitas à propriedades parecidas com as deles, para terem o conhecimento balizado ao que fazem. Ficaram encantados com a tecnologia aplicada e infraestrutura. Muitos já fizeram contatos com empresas do ramo de máquinas. Esperamos que sirva de exemplo para que mais capixabas embarquem na cultura de flores ”, conta Pasollini.

Hortitec

A Hortitec surgiu do ideal de um grupo de empresários, que sentia a necessidade de ter no Brasil um evento nos moldes das principais exposições no exterior, onde os participantes pudessem ter contato com empresas e produtores, conhecendo as necessidades do setor e realizando negócios.

A Hortitec, que acontece em Holambra-SP, conta com expositores dos setores de horticultura e fruticultura. Esse ano, estiveram presentes 460 expositores, um público aproximado em 27 mil pessoas, além de 300 empresas estrangeiras no espaço de negócios.


Fonte: Governo do estado do Espirito Santo

pube