Geral

Cafeicultores de Castelo discutem licenciamento de despolpadores

O evento teve como principal objetivo auxiliar os produtores de café arábica no processo de legalização de seus despolpadores

por Redação Conexão Safra

em 28/02/2014 às 0h00

3 min de leitura

Para discutir alternativas e facilitar o processo de licenciamento de despolpadores de café, produtores de café arábica de várias regiões do município participaram de uma palestra, ministrada pelo Coordenador Geral de Licenciamento do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo &ndash, IDAF, Raul da Silva, no Auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Castelo.

O evento realizado pela Prefeitura de Castelo, através da Secretaria Municipal de Agricultura e do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Castelo, tem como principal objetivo auxiliar os produtores de café arábica no processo de legalização de seus despolpadores, para que com o cumprimento da legislação os trabalhos e metas não sejam interrompidos. Cerca de 30 produtores participaram da palestra que contou com a presença do secretário Municipal de Agricultura, Gilberto Gava Marques e de representantes do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, do INCAPER e do Escritório Local do IDAF.

pube

O coordenador Geral de Licenciamento do IDAF, Raul da Silva, falou sobre a importância da redução do impacto negativo da atividade licenciada na natureza e respondeu perguntas técnicas do processo de licenciamento, orientando e questionando alguns cafeicultores.

Durante o evento, o secretário Municipal de Agricultura, Gilberto Gava Marques, agradeceu a presença de todos e colocou a Secretaria à disposição. “A Secretaria de Agricultura está cumprindo o seu papel. Estamos acompanhando mais de 50 processos, dando apoio e orientando os cafeicultores. Se tudo der certo, vamos ter uma resposta positiva do Ministério Público e o prazo do licenciamento será prorrogado. Fiz o pedido a mais de 30 dias e estou na expectativa junto com todos vocês produtores ”, falou o secretário.

Para o produtor de café arábica, da região da Bateia, Leonir Sartori, valeu a pena deixar a lavoura para vir assistir a palestra. “Tirei algumas dúvidas técnicas e espero resolver a minha situação o mais rápido possível, pois é mais tranquilo trabalhar dentro das normas estipuladas, sabendo que tudo está conforme a lei ”, disse o cafeicultor que também parabenizou a Secretaria Municipal de Agricultura que tem dado apoio e acompanhado todo o processo de licenciamento.

“Disponibilizamos um técnico agrícola para realizar visitas técnicas e ajudar na montagem dos processos, além de disponibilizarmos e envolvermos toda a nossa diretoria e equipe de funcionários ”, informou Weliton Augusto Alves, Secretário de Administração e Finanças do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, sobre a ajuda que o Sindicato vem prestando para os produtores durante esse processo.


Fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Castelo


pube