pube
Geral

Balança Comercial: Déficit no comércio de lácteos cai 64,5% em fevereiro

por Redação Conexão Safra

em 05/03/2015 às 0h00

2 min de leitura

pube
A balança comercial de produtos lácteos teve um déficit de cerca de 11 milhões de dólares em fevereiro, uma redução de 64,5% em relação ao déficit apresentado em janeiro, que havia sido de 30,9 milhões de dólares. A redução do déficit foi causada pela diminuição das importações de leite em pó integral (-33,9%) e de queijos (-37,1%) em fevereiro, juntamente com um aumento nas exportações de lácteos de 116,3% (aumento de 8,6 milhões de dólares em fevereiro).

O aumento das exportações é resultante da retomada das compras de leite em pó nacional pela Venezuela. Em fevereiro, os venezuelanos importaram 1.575 toneladas de leite em pó integral, contra apenas 175 toneladas em janeiro.

As importações de lácteos reduziram-se em 17,7%, com 7,8 mil toneladas importadas em fevereiro (27 milhões de dólares). Na comparação com fevereiro do ano passado, houve aumento de 42,7% em volume, mas de apenas 7,3% em valor, devido aos menores valores dos produtos lácteos no atual cenário internacional

Os produtos com maiores valores importados foram o leite em pó integral (US$ 6,7 milhões), o leite em pó desnatado (US$ 11,1 milhões) e os queijos (US$ 5,9 milhões).
Nas exportações, os principais itens em valores foram o leite em pó integral (US$1,58 milhões) e o leite condensado (US$1,54 milhões).


Tabela 1: Balança Comercial de Lácteos &ndash, Fevereiro de 2015


Fonte: MDIC – Elaboração: MilkPoint Inteligência

Entre as importações de leite em pó (integral e desnatado), 52,5% tiveram origem no Uruguai, 46,7% na Argentina e os 0,8% restantes foram provenientes dos Estados Unidos.

Analisando as quantidades em equivalente-leite (a quantidade de leite utilizada para a fabricação de cada produto), a quantidade importada foi de 63,7 milhões de litros em janeiro, queda de 16,3% sobre janeiro. Já as exportações em equivalente-leite tiveram aumento de 97,9%, totalizando 26,9 milhões de litros.


Gráfico 1: 2015 x 2014 x 2013 – Importações em equivalente leite (milhões litros/mês)


pube