pube
Geral

Alimentação saudável: conheça as frutas ricas em vitaminas e minerais

De acordo com dados do Setor de Estatística da Ceasa/ES, nos últimos 20 dias aumentou a comercialização de alguns produtos com a proximidade do verão

por Redação Conexão Safra

em 20/11/2013 às 0h00

4 min de leitura

Uma alimentação leve e equilibrada traz vários benefícios para o corpo. Durante as mudanças de temperaturas é importante não perder o hábito de consumir alimentos ricos em vitaminas e minerais, principalmente os que possuem grandes quantidades de água. No mercado das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa/ES) é possível encontrar vários produtos hortifrutícolas que auxiliam nas dietas. Por isso, a Ceasa/ES apresenta algumas dicas importantes.


De acordo com dados do Setor de Estatística da Ceasa/ES, nos últimos 20 dias aumentou a comercialização de alguns produtos com a proximidade do verão. Aproximadamente 367 mil quilos de coco foram vendidos no entreposto central, com preço médio cotado a R$ 0,97 o quilo. Foram comercializados 401.470 quilos de melão gerando uma movimentação financeira de R$ 804.940,91, o preço médio praticado da fruta foi de R$ 1,54 o quilo. O destaque na comercialização é da melancia com 1.152.994 quilos com preço médio do quilo a R$ 0,87.


Segundo a nutricionista Gabriela Rebello, as frutas, os legumes e as verduras precisam aparecer em maiores quantidades e frequência no cardápio diário. Os legumes como, por exemplo, a cenoura, a couve e em especial o brócolis são indicados nessa época do ano por serem fontes de silício, magnésio e betacaroteno, indicados para o fortalecimento da melanina (pigmentação) que ajuda a proteger a pele.


“É importante dar preferência as cores, com pratos coloridos e diversificados. As frutas mais consumidas nesta época são o abacaxi, o kiwi, o abacate, a melancia, o melão, o pêssego, o coco e a uva. Elas são pouco calóricas, ricas em fibras, vitaminas do complexo B, selênio, coenzima Q 10, silício, magnésio e minerais e mantém o corpo bem hidratado por serem ricas em líquidos ”, explica.

pube


Gabriela Rebello dá dicas de frutas que possuem uma grande quantidade de líquido, vitaminas e minerais para o consumo nos dias mais quentes.


Melancia


Fruta refrescante, doce e nutritiva, é uma ótima opção para o verão, principalmente para crianças e atletas, pois é fonte de energia. Ajuda na respiração e na vascularização dos seres humanos. Além disso, é rica em substância benéficas como o caroteno (que é convertida em nosso corpo em vitamina A), licopeno (protege nosso organismo contra o câncer) e impede que os radicais livres ataquem as células do corpo e provoquem lesões, glutationa (substância com propriedades antienvelhecimento), vitamina C e vitaminas do complexo B.


Melão


Suculenta pela grande quantidade de água e utilizada em refrescos, sorvetes e vitaminas. O melão maduro é bom como calmante, diurético e laxante. É também recomendado nos casos de reumatismo, artrite, obesidade, colite, prisão de ventre, afecções renais, nefrite, cistite e corrimentos das mulheres. Fonte de sais minerais: ferro, cálcio e fósforo, a fruta pode ser conservada em geladeira de 2 a 3 semanas. 100 gramas do melão fornecem 25 calorias.


Coco


Considerada um isotônico natural por possuir osmolalidade próxima ao plasma sanguíneo, a água de coco ajuda a repor os sais minerais eliminados durante a atividade física auxiliando na reidratação, já que é uma bebida de baixo teor calórico. Rica em sódio e potássio e de fácil absorção pelo organismo, oferece muitos benefícios para quem quer hidratar a pele, diminuir o colesterol, repor energia e a diminuir a prisão de ventre.


Pessoas hipertensas, gestantes com tendência a hipertensão, diabéticas e com insuficiência renal devem consumir com moderação, por conter grande quantidade de sódio e potássio. O ideal é consumir até dois copos de água de coco por dia.


“O cuidado com manuseio e preparação dos alimentos também é muito importante. No verão, a proliferação bacteriana é elevada devido ao calor, podendo causar certos tipo de contaminação aos alimentos. Ao comprar em quiosques verifique se tem o certificado da vigilância sanitária, a aparência das preparações, se há presença de roedores e insetos no local, a higiene dos utensílios e funcionários ”, lembra a nutricionista.


Fonte: Ceasa

pube